Florianópolis recebe 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos

Evento celebra os 70 anos de Declaração Universal dos Direitos Humanos

Cena do filme À Espera, que debate o direito a criança e adolescente e Questão de Gênero Moçambique. Fotos divulgação

“Todos os seres humanos nascem livres e iguais, em dignidade e direitos”, proclamou a Declaração Universal dos Direitos Humanos em seu artigo de abertura. Marco para a proteção universal dos direitos humanos, a declaração, que em 10 de dezembro de 2018 completa 70 anos, será o tema da 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos.

Florianópolis recebe o evento entre os dias 20 de novembro e 14 de dezembro em diversos espaços culturais, escolas, sindicatos e órgãos públicos. A mostra acontece simultaneamente nas 26 capitais do país e no Distrito Federal e a programação é totalmente gratuita.

Ao todo, serão exibidos 40 filmes, divididos em 4 mostras: Temática, Panorama, Mostrinha, dedicada ao público infanto-juvenil, e Homenagem, que celebra a carreira do ator e diretor Milton Gonçalves. A mostra é uma iniciativa do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), com realização do Instituto Cultura em Movimento (ICEM).

Mulheres negras falam no filme Enrolado na Raiz sobre as diferentes formas de violência física e simbólica que o racismo impõe cotidianamente sobre seus corpos.
Os filmes abordam as diversas temáticas dos Direitos Humanos, como memória e verdade, questões de gênero, população negra, população indígena, população LGBT, imigrantes, direito das pessoas com deficiência, direito da criança, direito dos idosos, direito da mulher, direito à saúde, direito à educação, diversidade religiosa e meio ambiente.

Movimento em Florianópolis

A mostra conta com um produtor local em cada capital e ele é o responsável, em sua localidade, pela exibição dos filmes e promoção de debates após as sessões. Todos eles se reuniram com os curadores da Mostra em um hotel em Brasília, entre os dias 31 de outubro e 2 de novembro, quando foram capacitados para realizar os eventos em suas cidades. Em Florianópolis quem promove a Mostra é a Lume produções, que tem como representantes Luiza Lins e Ana Lúcia Fernandes. Para a produtora local, Luiza Lins, a mostra tem um importante papel social:

— Há um desconhecimento sobre o que são os direitos humanos. Na mostra, o cinema é a ponte para que as pessoas possam compreender um pouco mais sobre as garantias universais que nos definem como seres humanos e que são parte de um processo civilizatório pautado por consensos mínimos. Garantia da segurança alimentar, diversidade religiosa e cidadania LGBT são algumas das conquistas estabelecidas nos 30 artigos deste texto que nos orienta sobre o ideal de sociedade

Segundo a Diretora de Promoção e Educação em Direitos Humanos do MDH, Juciara Rodrigues, a Mostra promove ações públicas que transcendem governos, por isso já está em sua 12ª edição.

— Trata-se de uma revolução silenciosa e maravilhosa. Vai até as pessoas para mostrar a elas a importância de ser cidadão e do respeito ao próximo. Leva educação amorosa e libertária, para que possam refletir qual o nosso papel no mundo. É uma forma de lutar e resistir a qualquer tipo de opressão, de objeção em relação ao exercício da nossa cidadania e direitos”

Homenagens

Com mais de 70 filmes no cinema, o ator e diretor Milton Gonçalves é o homenageado desta edição. Presente nas telas e palcos desde a década de 50, participou da história da televisão, do teatro e do cinema brasileiros. Sua versatilidade dramática e seu talento venceram as barreiras que normalmente são impostas aos artistas negros no país.
Milton Gonçalves é o homenageado da 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos

 

— Sua atuação no cenário político e sua militância pelos Direitos Humanos e contra o racismo o tornam um desses artistas cuja trajetória precisa ser registrada e cuja história deve ser contada para os jovens. Milton Gonçalves soube como poucos manter um rigor artístico e, ao mesmo tempo, uma atuação e coerência política  — diz a diretora do ICEM Luciana Boal — Com a proximidade de seus 85 anos de vida, em 2018, é fundamental conhecer o homem, marido, pai, político, ator e diretor Milton Gonçalves.

Saiba onde assistir:

data horário local

programação

20/11

terça-feira

14h Fundação BADESC Programa 19

Mostrinha:

Louise + A bicicleta do vovô

16h30 Fundação BADESC Programa 4

Mostra Temática: Heróis

17h30 Auditório do Ministério Público Federal Programa 10

Sessão Especial pelo Dia da Consciência Negra

Mostra Panorama: A Rua Noiz + Enrolado na raiz

(Debate)

19h Fundação BADESC

Sessão de abertura

Programa 11

Sessão de abertura

Mostra Panorama:

Nós + Do outro lado

(Debate)

21/11

quarta-feira

9h30 Cinema do CIC Programa 9

Mostra Panorama:

Menina de Barro

14h Fundação BADESC Programa 18

Mostrinha: Príncipe da Encantaria + A natureza agradece + A câmera do João

15h Cinema do CIC Programa 7:

Mostra Panorama:

À Espera + Chega de Fiu Fiu

16h30 Fundação BADESC Programa 16

Mostra Panorama:

O começo da vida

19h Fundação BADESC Programa 12

Mostra Panorama: Narrativas de um crime + Um café e quatro segundos + O corvo da Guanabara (Debate)

22/11

quinta-feira

14h Fundação BADESC Programa 14

Mostra Panorama: Uma bala + Nomes que importam + Repense o elogio

15h Cinema do CIC Programa 17

Mostra Panorama:

Sociedade Etiquetada + Tente Entender o Que Eu Tento Dizer

16h30 Fundação BADESC Programa 9

Mostra Panorama:

Menina de Barro

19h Fundação BADESC Programa 3

Mostra Temática: Henfil

23/11

sexta-feira

14h Fundação BADESC Programa 13

Mostra Panorama: Outro olhar + Monocultura da fé + Waapa

15h Cinema do CIC Programa 6

Mostra Panorama:

Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones +

Nunca Me Sonharam

16h30 Fundação BADESC Programa 1

Mostra Temática:

Café com canela

19h Fundação BADESC Programa 15

Mostra Panorama: Batuque gaúcho + As sementes (Debate)

24/11

sábado

14h Fundação BADESC Programa 5

Mostra Temática: Histórias da fome no Brasil

15h30 Fundação BADESC Programa 8

Mostra Panorama:

Rua das casas surdas + Marcos Medeiros: Codinome Vampiro

17h Fundação BADESC Programa 2

Mostra temática:
Eduardo Galeano Vagamundo

26/11

segunda-feira

15h Auditório do SINJUSC Programa 22

Mostra Homenagem:

O Que é Isso Companheiro

19h Auditório do SINJUSC Programa 20

Mostra Homenagem:

Carandirú

27/11

terça-feira

15h Auditório do SINJUSC Programa 24

Mostra Homenagem:

Eles Não Usam Black Tie

19h Auditório do SINJUSC Programa 23

Mostra Homenagem:

Rainha Diaba

28/11

quarta-feira

19h Auditório do SINJUSC Programa 21

Mostra Homenagem:

Lúcio Flávio

10/12

segunda-feira

9h40 IFSC – Cineclube

Ó Lhó Lhó e NEPE-DH

Programa 20

Mostra Homenagem:

Carandirú

11/12

terça-feira

9h40 IFSC – Cineclube

Ó Lhó Lhó e NEPE-DH

Programa 21

Mostra Homenagem:

Lúcio Flávio

12/12

quarta-feira

9h40 IFSC – Cineclube

Ó Lhó Lhó e NEPE-DH

Programa 22

Mostra Homenagem:

O Que é Isso Companheiro

13/12

quinta-feira

9h40 IFSC – Cineclube

Ó Lhó Lhó e NEPE-DH

Programa 23

Mostra Homenagem:

Rainha Diaba

14/12

sexta-feira

9h40 IFSC – Cineclube

Ó Lhó Lhó e NEPE-DH

Programa 24

Mostra Homenagem:

Eles Não Usam Black Tie