Para garimpar arte: Flamboiã – Feira de publicações de artista terá mais uma edição de sexta a domingo em Florianópolis

Mineiros Cavam no Escuro, de Daniel Eizirik e João Kowacsm, Riacho. 

Em vez do Palácio Cruz e Sousa, a Flamboiã – Feira de publicações de artista dessa vez vai ocupar as ruas do Centro Histórico de Florianópolis e propõe um trajeto de leitura com a cidade. Pelo terceiro ano, o evento traz para a Capital artistas e editoras independentes de todo o país para exposição e venda de publicações de artista – uma intersecção entre literatura e artes visuais. A contar pelas edições anteriores, é uma feira para fazer achados em relação ao que vem sendo produzindo em design e arte contemporânea. O evento começa nesta sexta e segue até domingo, dia 10.

Este ano, 38 artistas e editoras independentes de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e até Montevidéu exibirão zines, publicações, lambes e jornais. Os expositores estarão no segundo andar do Canto do Noel, na Travessa Ratclif, e no salão do Instituto Arco-íris, na mesma rua.


Foto: Natalia Poli, Divulgação

A programação, no entanto, se espalha até bares, sebo e espaços culturais localizados nos arredores da Travessa e no próprio Terminal Cidade de Florianópolis. Estão previstas oficinas, performances, instalações sonoras, exposição de serigrafias de Gilberto Tomé e de fotografias de Sandra Alves, além de música com o projeto Sounds in da City na tarde de domingo.

Veja a programação completa aqui.

Leia também

Entrevista com Flávia Alessandra: “Não pode ser normal a opressão, o abuso”