50 anos de Jennifer Aniston: 5 motivos para ser fã da atriz

Atriz chega aos 50 anos colecionando séries, filmes, declarações inspiradoras e muito estilo

Foto: AFP

Jennifer Aniston acabou de completar 50 anos e segue sendo queridinha de todo mundo que viveu alguma fase da vida acompanhando a série americana Friends, onde interpretava Rachel Green. E mesmo quem nunca assistiu a sitcom que mostra a vida dos cinco amigos em Nova York, teve tempo o suficiente para se encantar com a atriz, suas declarações cheias de atitude e seus trabalhos ao longo dos anos de carreira. Até porque, vamos combinar, Jen é aquele tipo de celebridade que a gente olha de longe e pensa: “ai, tomara que ela seja feliz”.

Para celebrar o meio século vivido pela atriz, reunimos 5 fatos que nos fazem amá-la ainda mais.

Fala naturalmente sobre a escolha de não ser mãe

Um dos assuntos que sempre colocaram Jennifer na roda das conversas foi o fato de ela não ter filhos. Em entrevistas, a atriz já deixou claro que não sente nenhum vazio por não ter escolhido a maternidade. E mais: para ela, o fato de  sempre precisar explicar suas escolhas é fruto de uma sociedade que acaba engessando as possibilidades da vida da mulher:

— Nós vivemos em uma sociedade que manda a seguinte mensagem para as mulheres: com essa idade, você deveria estar casada, nesta idade, você deveria ter filhos. Isso é um conto de fadas. Essa é a forma que aos poucos nós estamos tentando quebrar — contou à Elle.

Tem a maturidade que todas queremos quando o assunto é fim de relacionamentos

Jen ficou na mira do mundo quando seus casamento de sete anos com Brad Pitt terminou, em 2005. Queridinhos em Hollywood, o ex casal serviu para divisões de grupos, inclusive: como em tudo na vida, era preciso tomar um lado. A atriz preservou sua vida privada e seguiu em frente. Ano passado, depois de terminar o casamento de mais de três anos com o ator Justin Theroux, Jennifer deu uma entrevista à Elle americana dizendo que, para ela, seus casamentos foram, sim, de sucesso e deram certo.

— E quando eles chegaram ao fim, foi uma escolha feita porque nós queríamos ser felizes e, às vezes, a felicidade não existia mais naquele arranjo. Claro, existiram solavancos e nem todos os momentos foram fantásticos,  mas no final, esta é a nossa única vida e eu não ficaria em uma situação de medo — afirmou à publicação.

Foi eleita a mulher mais bonita do mundo aos 47 anos

Em 2016, a eterna Rachel Green ganhou o título de mulher mais linda do mundo, concedido todos os anos pela Revista People.  Na época, em entrevista à publicação, a atriz contou que pratica exercícios e cuida da alimentação, mas que tem uma visão especial sobre o que é beleza:

— Autoconfiança. Paz. Bondade. Honestidade. Uma vida bem vivida. Assumir os desafios e não sentir vergonha de coisas que não saíram do jeito que você planejou. Não se sentir como um fracasso ou permitir que as pessoas critiquem a sua vida, fazendo você pensar como se tivesse falhado em alguma coisa. Isso é tóxico — aconselhou aos leitores da People.

Se reinventa na carreira como atriz

Além de ter nos dado a divertidíssima Rachel Green durante as dez temporadas de Friends, Jennifer Aniston deve fazer parte de um bom número das suas comédias românticas favoritas. Mas não apenas isso: a artista vem mostrando que, apesar do talento para comédias, ela também tem uma veia dramática sensacional. Um exemplo é o filme Cake (2014) onde interpreta uma personagem ranzinza, depressiva obsessiva e que está sempre com dores, o que exige muito fisicamente.

É fã de um pretinho básico no  tapete vermelho

E também o senso fashion dela que a gente ama! Quem acompanha as premiações – e tem um olhinho levemente atento para ver a evolução das estrelas sabe que o tapete vermelho é o momento fashion em que Jen é mais muitas de nós, impossível – claramente, respeitando proporções, já que os looks all black da diva são assinados pelos maiores estilistas do mundo. Mas quem aqui não se identifica com a escolha de um pretinho (nada básico!) diferente a cada red carpet? A peça foi tão recorrente ao longo dos anos que acabou ficando como uma marca registrada da atriz. E ela acerta sempre!

Leia também:

Jennifer Aniston fala sobre escolha de não ter filhos: “Eu não sinto um vazio”