A verdadeira pizza napolitana invade Florianópolis

Pizza Margherita da Salve! Pizzaria, preparada do modo napolitano - Foto: Renata Diem

Parece que as pizzas do tipo napolitana são a nova tendência gastronômica em Florianópolis. Várias pizzarias estão se especializando nessa maneira clássica italiana de preparar pizzas, que devem possuir formato individual e características específicas desde os ingredientes, a forma de preparação até seu aspecto final.

Considerada patrimônio imaterial da humanidade pela Unesco em dezembro de 2017, a verdadeira pizza napolitana é milenar e sua receita foi repassada por várias gerações. Para ser considerada como tal, ela precisa seguir uma série de critérios listados pela Associazone Verace Pizza Napoletana, uma organização sem fins lucrativos fundada em Nápoles no ano de 1984. A missão da associação é promover a verdadeira pizza napolitana na Itália e no mundo, defendendo sua tradição, espalhando seus segredos e protegendo suas características singulares.

Nápoles e o monte Vesúvio ao fundo – Foto: Lajos Móricz, divulgação

Originária dos bairros pobres de Nápoles, essa tradição culinária está profundamente enraizada no cotidiano da comunidade. Para muitos jovens, aprender a se tornar um pizzaiolo também representa uma maneira de evitar a marginalidade social.

Segundo a Unesco, a arte napolitana de fazer pizzas é uma prática culinária que compreende quatro fases diferentes relacionadas com a preparação da massa e seu cozimento em forno a lenha, envolvendo um movimento rotativo da massa pelo padeiro. Existem três categorias principais entre os portadores desta tradição: o mestre pizzaiolo, o pizzaiolo e o padeiro, bem como as famílias de Nápoles que reproduzem a arte em suas próprias casas.

Como se prepara uma verdadeira pizza napolitana?

De acordo com a Associazone Verace Pizza Napoletana, o aspecto final da pizza após ser assada em forno a lenha deve ser o seguinte: possuir uma massa macia e elástica de formato arredondado com cerca de 30-35 cm de diâmetro e uma borda elevada e inchada.

A proporção dos ingredientes para a massa é 1 litro de água, 50-55 gr de sal, 3 gr de fermento e 1,7-1,8 kg de farinha do tipo 00 ou 0.

A cobertura da pizza deve utilizar preferencialmente ingredientes da região da Campânia, como tomates frescos nas variedades San Marzano com o selo D.O.P (do italiano, Denominazione di Origine Protetta – denominação de origem protegida), os tomates cereja de Corbara (corbarino) ou o pomodorino vesuviano D.O.P, um tomate cereja cultivado em Nápoles. Nenhum tomate geneticamente modificado é permitido. O óleo utilizado deverá ser o azeite extra-virgem e o queijo: mozzarella de búfala ou fior di latte.

Onde comer pizza do tipo napolitana em Florianópolis

Margherita da Artesano Pizza Bar à Vera – Foto: Renata Diem

Salve! Pizzaria Napolitana (@salvepizzaria)

  • Endereço: Travessa Harmonia nº 45 – centro
  • Fone: (48) 3879-7503

Artesano Pizza Bar à Vera (@artesanopizzabar)

  • Endereço: Rua Clodorico Moreira nº 38 – Santa Mônica
  • Fone: (48) 3204-6609

Elba D’Itália (@pizzeriaelba)

  • Endereço: Av. Luiz Boiteux Piazza nº 3.481 – Cachoeira do Bom Jesus
  • Fone: (48) 3369-1901

Piazza 8 (@piazzaotto)

  • Endereço: Rua Desembargador Pedro Silva nº 2.596 – Coqueiros
  • Fone: (48) 3091-2888

Maremonti (@maremonti_)

  • Endereço: Av. Beira Mar Norte nº 1.280 – Centro
  • Fone: (48) 3225-1029

Auguri Pizzeria Italiana (@pizzeriaauguri)

  • Endereço: Rodovia Dr. Antônio Luiz Moura Gonzaga, nº 3.339 – Multi Open Shopping – Rio Tavares
Leia mais de Renata Diem
3 bebidas quentes que vão além do café e do chá
Minestrone: a sopa italiana que evita desperdício e traz conforto
Tá na Hora do Café: Paula Varejão fala sobre as tendências de consumo da bebida no Brasil