Acusado de agressão, ex-BBB Vanderson se compara a Paula e critica ‘seletividade’

Do confinamento para a delegacia: Vanderson foi intimado a depor sobre denúncias de agressão e estupro. Foto: Victor Pollak / TV Globo/Divulgação

Vanderson foi desclassificado do Big Brother Brasil 2019 logo no início do programa. Ele deixou a casa ao ser intimado a prestar depoimento em inquérito instaurado, após receber denúncias por importunação sexual, estupro e violência doméstica.

Nesta terça-feira (12), a Policia do Rio informou que também iria intimar Paula a prestar esclarecimentos sobre possíveis crimes de intolerância religiosa e racismo que ela teria cometido dentro da casa, e que a sister seria ouvida depois de deixar o reality.

Frente às diferenças entre os dois casos, o ex-participante acriano se sentiu incomodado pelo fato da sister poder esperar dentro da casa para ser intimada a depor. “Sou contra qualquer tipo de seletividade, principalmente porque fui injustiçado dentro do BBB”, diz. “A regra não deveria valer para todos?”

Vanderson disse que o procedimento que o estado do Rio de Janeiro tomou com ele foi completamente diferente do que tomou com Paula, que poderá continuar e participar de provas, atividades e até mesmo concorrer ao prêmio final.

“Não estou culpando a Paula, não estou dizendo se ela está certa ou errada”, diz. “A meu ver, sim, mas isso é uma coisa que a justiça vai decidir.”

Ele ainda diz que apesar das acusações, não há processos contra eles e que algumas das investigações já foram inclusive arquivadas. “Vamos conseguir comprovar a inocência. Temos provas e testemunhas, tudo está se esclarecendo muito facilmente.”

“Aqui fora já estou provando a minha inocência, mas as oportunidades que perdi lá dentro não voltam mais”.

Leia também:

“BBB 19”: Vanderson é expulso por denúncia de violência contra a mulher

“BBB 19”: Tiago Leifert fala sobre denúncias de racismo e intolerância no reality