Você sabia que uma alimentação balanceada é importante para o bom funcionamento da tireoide?

Foto: Pexels

Se você tem distúrbio na tireoide, seja ele hipertiroidismo ou hipotireoidismo, além do tratamento ser feito com acompanhamento médico e medicamentos, a alimentação pode ajudar muito você a ter uma vida mais saudável e regulada. E isso vai fazer todo a diferença no seu tratamento.

A glândula tireoide tem a função de produzir os hormônios Triiodotironina (T3) e Tiroxina (T4) que são importantes para o bom funcionamento do organismo, regulando assim o metabolismo, da maneira como o seu corpo usa e armazena energia bem como ondas cerebrais até o funcionamento do intestino.

No caso do hipertireoidismo, quando a glândula da tireoide está produzindo hormônios em excesso, o metabolismo está acelerado, fazendo com que tenha dificuldades para ganhar peso, por exemplo. Para quem sofre de hipotireoidismo é ao contrário, há uma queda na produção dos hormônios, a pessoa fica desanimada, sente-se pesada e tem mais facilidade em ganhar peso.

Com isso, uma alimentação balanceada é muito importante para fornecer os nutrientes necessários para a conversão correta dos hormônios e também controle do estresse.

Pensando nisso, trouxemos uma lista de nutrientes importantes para o funcionamento da tireoide para vocês:

Iodo: cavala, bacalhau, salmão, sardinha, ovo, queijo, camarão, arenque, linguado. ⠀⠀⠀⠀⠀ Selênio: semente de girassol, castanha do brasil, amêndoa, avelã, salmão, frango assado.

Vitamina A: óleo de fígado de bacalhau, fígado de boi, queijo brie, leite materno, leite de vaca integral orgânico, leite de cabra, sardinha, atum fresco, manteiga. ⠀⠀⠀⠀⠀

Vitamina B2: espinafre, agrião, ovo de galinha, leite de cabra, cogumelo, feijão. ⠀⠀⠀⠀⠀

Vitamina B3: farelo de arroz, farelo de trigo, amendoim, semente de girassol torrada.

Vitamina B6: aveia, banana, farelo de arroz, atum, levedo de cerveja, cereais, sementes e nozes. ⠀⠀⠀⠀⠀

Vitamina D: óleo de fígado de bacalhau, óleo de salmão, ostras cruas, peixes, ovo cozido, carne bovina, vísceras. ⠀⠀⠀⠀⠀

Vitamina C: acerola, goiaba, kiwi, brócolis cozido, laranja, morango, abacaxi, agrião cru, ervilha, pimentão vermelho, couve de Bruxelas. ⠀⠀⠀⠀⠀

Ferro: carne vermelha, vegetais verdes escuros (brócolis, espinafre, couve), cereais integrais, sementes de gergelim e abóbora, feijão, grão de bico. ⠀⠀⠀⠀⠀

Zinco: semente de abobora, carne vermelha, castanha de caju, amendoim, amêndoa, nozes, camarão cozido, feijão carioca, iogurte natural, lentilha cozida, queijo minas frescal.

Cobre: castanha de caju e do brasil, semente de girassol, amendoim, amêndoa, chocolate meio amargo, aveia, lentilha, cogumelo, ervilha verde, arroz integral cozido, fava crua, brócolis cozido. ⠀⠀⠀⠀⠀

L-tirosina: abacate, amendoim, peixes, frango, leite, queijo, iogurte, banana. ⠀⠀

Agora é acertar nas escolhas com equilíbrio e garantir a sua saúde!!!

Leia mais:
A introdução alimentar do bebê deve ser feita no tempo certo, com respeito e paciência
Conheça os alimentos que ajudam a melhorar a celulite
Confira os benefícios de uma alimentação low carb