As aulas começaram! Fique atento à alimentação escolar de seu filho

Você já parou para pensar que ao menos duas refeições diárias são realizadas na escola? E que isso ocorre em cinco de sete dias? Ou seja, não podemos considerar o assunto como algo esporádico

Foto: Pexels

As aulas começaram! Seu filho(a) precisa de energia para colocar o cérebro para funcionar corretamente. Mas além disso, precisa de uma combinação de vitaminas, minerais e gorduras boas para favorecer o seu desenvolvimento e desempenho. Aliás, não podemos falar de desenvolvimento saudável e formação de hábitos alimentares na infância sem pensar na alimentação escolar e sua importância em tudo isso!

Você já parou para pensar que ao menos duas refeições diárias são realizadas na escola? E que isso ocorre em cinco de sete dias? Ou seja, não podemos considerar o assunto como algo esporádico que não fará diferença na saúde dos nossos pequenos, muito pelo contrário! Tem fundamental importância no desenvolvimento da saúde da criança.

A escola é um espaço para fortalecer o conhecimento e o vínculo com uma alimentação colorida e nutritiva, não só a través do ato de se alimentar, mas também mediante atividades de educação nutricional, que hoje em dia deve fazer parte, obrigatoriamente, do currículo escolar.

Por isso, se a alimentação do seu filho for ofertada pela escola, preste atenção nos seguintes pontos:

* Peça sempre para olhar o cardápio e pergunte se poderão existir mudanças ou variações.

* Verifique se o cardápio está assinado por uma nutricionista, e em caso de dúvidas sobre algum alimento ou preparação, solicite reunir-se com a mesma para esclarecer os pontos necessários.

* O cardápio não deve conter alimentos industrializados na rotina alimentar, tais como bolachas açucaradas, achocolatados, bolos com cobertura, sucos industrializados, cachorro quente, dentre outros alimentos ultraprocessados, que não devem fazer parte da rotina alimentar infantil. Se quiser saber mais sobre alimentos ultraprocessados e o seu risco para a saúde, veja aqui.

* O cardápio escolar deve contar sempre com frutas da estação nos lanches e vegetais nas refeições principais.

* A alimentação deve ser colorida e variada. O cardápio escolar não pode ser monótono, pois cada alimento apresenta composição nutricional diferente, e por isso é importante ter variedade.

* Reclame com a escola se está insatisfeito com o cardápio, questione, chame outros pais para dar força à sua solicitação.

Se vocês preparam o lanche para a criança levar pra escola:

* Fuja de bolinhos prontos, sucos de caixinha, bolachas recheadas e chocolates.

* Organize a rotina semanal e congele os lanchinhos para a semana. Assim tudo ficará mais fácil e você terá maior controle sobre os ingredientes que utiliza nas preparações.

* Consultar um nutricionista pode te ajudar a montar o cardápio para os lanchinhos da criançada, levando em consideração os gostos e necessidades deles.

* Combine sempre uma fruta + uma fonte de carboidratos, gorduras e proteínas do bem.

* Use a sua criatividade! Mande bilhetinhos com recadinhos divertidos, utilize cortadores diversos para deixar as frutinhas e comidinhas mais interessantes.

* Água mineral será sempre a melhor opção de bebida para acompanhar o lanchinho.

Algumas sugestões de lanchinhos escolares para estimular a sua criatividade:

* Triângulos de melancia + ricota em cubinhos + milho verde cozidinho

* Maçã + sanduichinhos de queijo minas com cenoura

* Laranja + panquequinhas de banana

* Uva + bolinho de aveia, banana e cacau

* Goiaba + biscoitinhos caseiros de aveia

Receita de biscoitinhos de aveia (Podem ser armazenados por uma semana em pote de vidro bem fechado)

Ingredientes:

1 xícara de farinha de aveia

3 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem

6 colheres de sopa de água morna

Sal e temperos a gosto (lemon pepper, orégano, etc)

Instruções de preparo

Em um recipiente, misture todos os ingredientes, amasse com a mão até ficar no ponto de uma massinha de modelar bem gostosa de mexer. Enfarinhe uma superfície lisa e abra a massa bem fininha. Corte com cortadores, coloque em uma assadeira e leve ao forno a 180 graus por 15 minutos ou até ficar douradinho.

Leia também:

Seu filho tem medo de provar novos alimentos? Saiba o que é neofobia alimentar

Leia mais colunas de Carol Bandeira e Silvia Ozcariz