Amamentação e paternidade: a importância do pai desempenhar o seu papel de cuidador

família
Foto: Pexels/Banco de Imagens

Muito se sabe sobre os benefícios do aleitamento materno, tanto para a mamãe quanto para o bebê. Ele ajuda a criar vínculo e é uma vacina diária para os pequenos contra diversas doenças, protege contra diarreias, infecções respiratórias, e é essencial no desenvolvimento e crescimento do bebê, assim como na formação da inteligência, prevenção de obesidade, diabetes e outras doenças crônicas ao longo da vida.

Para as mamães, traz proteção contra câncer de mama e útero, auxilia na prevenção de anemia, dentre outros benefícios. Mas sabemos que a instauração bem-sucedida do aleitamento materno exige preparo, perseverança, descanso, conhecimento e segurança, e aí é que entra o papel do pai, tão importante, mas muitas vezes esquecido. Para trazer a sua visão de pai e pediatra, convidamos o Dr. Leonardo Perfeto para abordar esse tema tão importante. Mostre esse texto para todos os papais e futuros papais! Temos certeza que essa leitura será muito especial para toda a família.

Nós pais, muitas vezes, nos sentimos meros ajudantes durante a gestação e também na fase de amamentação. Sentimentos de rejeição e inutilidade podem invadir nosso coração, uma vez que, de fato, esses fenômenos ocorrem no corpo da mulher, mas, não por isso, nossa participação é menos importante ou mesmo descartável.

Estamos falando da dificuldade de nos colocar na posição de cuidadores. Não aprendemos, como as mulheres, a cuidar de outra pessoa, tão pouco de nós mesmos. Essa habilidade não é “dom” feminino, mas algo que se aprende desde pequeno, pois o cuidado faz o cuidador (esse assunto tem o direito a um texto exclusivo).

Vemos, hoje em dia, que os pais estão desejantes em exercerem sua paternidade em todas as fases da vida de suas filhas e filhos. Mas como não podemos voltar no tempo para aprendermos o cuidado, o que podemos fazer, agora, para vencer essas limitações em nossa proatividade e esses sentimentos negativos que podem nos assolar?

Muitas vezes, ficamos ansiosos ao vermos que a nossa companheira está com dificuldade para dar de mamar. Ninguém nasce sabendo como amamentar. Portanto, é aconselhável dar apoio à mulher, evitando palpites e cobranças que possam trazer o sentimento de inutilidade e culpa a ela. Nessa hora, podemos contar com profissionais capacitados para orientação e com os bancos de leite das maternidades, onde, geralmente, há enfermeiras capacitadas para dar esse auxílio.

Amamentar dá muita sede. Dica para os pais: programe, em sua agenda do smartphone, para que, a cada 2 horas, você envie um lembrete para sua esposa beber água. Pode parecer chato, mas é uma demonstração de zelo e uma forma de participar, mesmo distante, no trabalho, da amamentação.

Amamentar demanda muito tempo e atenção da mãe para com a criança. Muitas vezes, não nos damos conta, mas há mulheres que mal conseguem ir ao banheiro; quem dirá tomar banho, ou mesmo, alimentar-se de forma adequada. Para essas situações e, também, para que ela descanse, ofereça seu colo para pegar sua filha ou filho. É comum acomodar-nos com a crença de que a criança gosta mais do colo da mãe do que o nosso e deixamos de nos colocar à disposição para isso. Outra ideia é dispor-se a fazer comidas e lanches saudáveis, deixando-os armazenados para consumo.

Às vezes, a mulher precisa tirar leite do seio – o que chamamos de ordenha – com a mão ou com uma bombinha. Nos casos de ordenha manual, é importante o marido aprender a técnica de como se faz, pois o processo é cansativo. Assim, consegue amenizar o desgaste físico e contribui para evitar as complicações de um “leite empedrado”.

Por fim, o pai tem seu espaço na amamentação, provendo um ambiente favorável para isso, protegendo sua esposa dos palpiteiros, dando colo, tanto para o bebê, quanto para ela, ouvindo suas inseguranças, apoiando-a em suas decisões, ajudando em suas necessidades e trazendo informações de qualidade e de confiança para ela. As oportunidades de participarmos da amamentação não se encerram por aqui. Descubra, no seu dia a dia, os momentos e as maneiras de desempenhar sua Paternidade.

Leia também:

Conheça alguns alimentos que ajudam a evitar gripes e resfriados

A importância da alimentação na prevenção do câncer

Entenda a importância da vitamina D para a saúde