Artista plástico dá dicas de como empreender no artesanato

artesanato
Foto: Daniel Zimmermann/Divulgação

Ter o próprio negócio e ser um empreendedor de sucesso é o sonho de muitos profissionais. Com a  crise econômica, diversas atividades passaram a ser fonte principal de renda para muitos brasileiros. O artesanato foi uma delas. Segundo dados do Sebrae, o número de trabalhadores que viviam exclusivamente dessa atividade em 2017 era de 60%.

O artesão Marcelo Darghan, profissional com mais de 30 anos de carreira, dá algumas dicas de como montar um negócio promissor.

Planejamento – Antes de iniciar qualquer projeto é importante pensar qual o objetivo a ser alcançado. Assim fica mais fácil traçar as estratégias.

— Todo sonho começa no coração e é realizado na cabeça. Por isso, é mais do que necessário estabelecer regras e condições para fazer esse sonho acontecer — comenta Marcelo Darghan.

Formalização – Para uma empresa ser reconhecida no mercado, é imprescindível a contratação de um CNPJ. Dados do Sebrae revelam que 60% dos artesãos trabalham formalmente. Emitir notas fiscais e abrir uma conta empresarial para a opção de pagamento por boletos ajudam a alavancar a imagem da empresa.

— O empreendedor que adota esses métodos passa credibilidade para os clientes e para possíveis parceiros. Um contador poderá auxiliar no andamento dessas contratações — indica Darghan.

Informação – Estar atualizado é o segredo do sucesso. No mundo do empreendedor não é diferente. Essa prática ajuda a conhecer os concorrentes, identificar possíveis oportunidades de negócios e mapear as melhores ferramentas para a execução do trabalho.

— Procure saber quais as principais lojas do ramo e sobre os profissionais que atuam em sua região. Mas lembre-se: manter uma boa relação com fornecedores, clientes e colegas de profissão é fundamental para um empreendimento de sucesso — lembra o artesão.

Confiança – Um empreendedor de sucesso deve é confiar no próprio trabalho. Para desenvolver essa confiança, é necessário preparo. Buscar cursos, palestras, e fazer pesquisas sobre as técnicas propostas é um ótimo começo. Usar o material correto, saber qual técnica utilizada é a mais assertiva e entender qual resultado será satisfatório e, principalmente, aceito pelo mercado, são passos fundamentais.

Segundo o Sebrae, 33% dos artesãos destacam a qualidade do produto como principal atrativo.

— Antes de iniciar um trabalho, selecione os materiais que serão utilizados e analise seu custo-benefício. Às vezes, investir um pouco mais em determinadas ferramentas faz toda diferença no produto final — completa Darghan.

Organização financeira – Pequenos débitos durante o dia podem se tornar um grande prejuízo no final do mês. Portanto, cada gasto deve ser contado na ponta do lápis.

— Um café com um cliente ou a compra de um material para uma nova técnica devem ser contabilizados — indica o parceiro da Condor.

Acertos e erros – Por fim, um artesão de sucesso deve estar aberto para aceitar críticas e aprender com seus erros.

— Se um trabalho recebeu críticas negativas não desanime. Faça deles um aprendizado. Da mesma forma, não fique envergonhado ao receber um elogio. Isso é a prova de que está indo pelo caminho certo — completa Marcel Darghan.

Fonte: Condor

Leia também:

Artesã de Florianópolis é reconhecida internacionalmente com projeto de reciclagem de rede de pesca

Tramas naturais: Trabalho artesanal produzido em SC estará em alta no verão