Grupo vocal feminino, As Passarinhas, percorre Balneário Camboriú com shows gratuitos

Projeto “Passarinhar” é patrocinado pela Lei de Incentivo à Cultura do município

as passarinhas
Foto: Instagram/Reprodução

Nove mulheres que encontraram afinidade na música, utilizando-a não só como expressão artística, mas também como uma forma de terapia. Este é o grupo vocal As Passarinhas,  formado há dois anos por ocasião dos encontros reiterados para estudo e cantoterapia no espaço Um Tom para Cantar, sediado na cidade de Balneário Camboriú.

A iniciativa partiu da cantora e professora de canto Susi Brito, que com 10 anos de carreira já gravou CDs e DVDs, participou de festivais como concorrente e como atração convidada, criou projetos e fundou o espaço de canto Um Tom para Cantar.

 

Ver essa foto no Instagram

 

As Passarinhas.

Uma publicação compartilhada por As Passarinhas (@as_passarinhas_oficial) em

O que começou como um exercício nos moldes de “quem canta seus males espanta”, virou trabalho profissional. Inicialmente sem pretensões, as “passarinhas” — como Susi Brito passou a chamar as alunas — começaram a apresentar seus recitais de canto ao fim de cada semestre. Com o retorno positivo das pessoas que assistiam as apresentações, em 2016 as passarinhas bateram asas e se tornaram oficialmente “As Passarinhas”, o único grupo vocal feminino de Balneário Camboriú.

Durante os meses de julho, agosto e setembro, As Passarinhas vão circular a cidade de Balneário Camboriú com o projeto “Passarinhar”, que consiste em apresentações do grupo de forma acessível e gratuita para toda a comunidade. Com direção artística de Susi Brito, o grupo preparou um repertório tipicamente brasileiro e com muita diversidade rítmica: samba, choro, maxixe, moçambique, côco, ciranda, samba rock, entre outros. A maioria das canções são de compositoras catarinenses, como Ana Paula da Silva, Tatiana Cobbett e a própria Susi Brito, bem como outras brasileiras (Flavia Venceslaw, Ana Canãs, Ana Carolina) e compositores renomados como Guinga, Ary Barroso, Tom Zé. A proposta élevar boa música, com boas mensagens aos espectadores, sempre buscando conciliar cultura brasileira e entretenimento.

Logo após todas as apresentações, As Passarinhas promovem uma roda de conversa sobre a Cantoterapia, ou seja, como a música exerce um papel muito além do entretenimento, servindo como cura da alma, do corpo e do espírito. A conversa vai ao encontro da ideologia do grupo, pois, para estas mulheres, cantar não é apenas diversão ou trabalho, mas um ato de reflexão e empoderamento. 

Nas cinco apresentações, As Passarinhas serão acompanhadas pelos músicos Luiz Palmeira (violão 7 cordas), Adão Menger (bandolim) e Jean Boca (percuteria), além de Susi Brito, que é ainda coordenadora do grupo. Todas as apresentações são gratuitas com classificação indicativa livre. A primeira apresentação acontece no próximo sábado, 13 de julho, na Passarela da Barra, a partir das 12h. Acompanhe o cronograma de apresentações e compareça. 

Serviço

13 de julho
Local: Passarela da Barra
Endereço: Av. Normando Tedesco, 1743
Horário: 12h

02 de agosto 
Local: Feira Noturna Boulevard Rua 200
Endereço: Rua 200, Centro (ao lado do Teatro Municipal Bruno Nitz)
Horário: 19h

17 de agosto
Local: Centro Educacional Municipal Nova Esperança
Endereço: Av. José Alves Cabral, 30 – Nova Esperança
Horário: 10h

25 de agosto
Local: Centro Comunitário Antônio Carlos Santana
Endereço: R. Ilhas Marshall, 145 – Nações
Horário: 15h

28 de setembro
Local: Centro Comunitário do São Judas
Endereço: R. Pedro Pinto Felipe – São Judas Tadeu
Horário: 15h

Leia também:

Bebê segura mão de obstetra ainda dentro da barriga da mãe em Balneário Camboriú

Férias em família: Florianópolis e Balneário Camboriú estão entre os 10 destinos mais procurados