Saiba como é feita a cirurgia de aumento peniano

Médico de Santa Catarina é um dos poucos profissionais que pratica a faloplastia no Brasil

aumento peniano
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

O assunto é um tabu entre os homens. Dificilmente você encontrará numa roda de conversa alguém que assuma sua insatisfação com o tamanho do órgão sexual masculino, mas acredite, isso é mais comum do que se imagina. A faloplastia — cirurgia de aumento peniano — é pouco praticada no Brasil, sendo mais comum nos Estados Unidos e na Europa.

Segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (Isaps), divulgado pelo The Guardian, em 2014 dos 15.414 procedimentos realizados no mundo, 2.786 foram na Alemanha, o que significa que um em cada cinco que se submeteram a cirurgia estavam no país europeu.

A faloplastia é uma cirurgia que tem dois objetivos distintos: reconstrução, quando por algum motivo o paciente perde uma parte do órgão (acidente ou doença) e a de aumento de pênis, quando o tamanho do órgão é inferior a 12 centímetros ereto. A cirurgia é considerada estética e o procedimento influencia tanto no comprimento quanto no diâmetro (espessura). No Brasil, a média de tamanho é de 14 centímetros.

Pouco comum no país, o procedimento é considerado experimental pelo Conselho Federal de Medicina, mas a cirurgia não tem contraindicações, podendo ser requerida diretamente pelo paciente junto ao médico.

Como é feito o procedimento

Em Blumenau, Cláudio Eduardo, que atua no Transgender Center Brazil, destaque pelo atendimento a pacientes transgêneros, é um dos poucos profissionais que pratica a faloplastia, um assunto ligado diretamente a autoestima dos pacientes, explica o médico.

— Quando falamos da virilidade masculina o assunto está diretamente ligado ao órgão sexual. Se o paciente não está satisfeito com o tamanho, isso afeta o desempenho, a estima e a vida dele. Com a cirurgia o paciente se sente mais confiante para uma vida sexual satisfatória.

Cláudio Eduardo atua na área de faloplastia de aumento, onde é possível proporcionar um órgão de 3 a 5 centímetros maior após a cirurgia.

— No procedimento atuamos em três associações: A primeira, voltada para quem quer ganhar comprimento, é a cirurgia de liberação do ligamento suspensor do pênis. Essa estrutura liga o corpo do pênis ao púbis e, ao ser seccionada, faz com que o membro ganhe projeção. A segunda é ganho de pele na região e por fim trabalhamos na circunferência, onde tiramos gordura abdominal e injetamos no órgão, aumentando a espessura.

Segundo o médico o resultado final varia de paciente pra paciente.

A cirurgia é feita com anestesia peridural e dura cerca de duas horas. Logo após, o paciente deve ficar oito horas em repouso e observação e depois pode ir para casa. É necessário ficar pelo menos 30 dias sem manter relações sexuais. A recuperação e obtenção dos resultados finais da cirurgia de faloplastia deve ser seguida com fisioterapia, além das orientações e acompanhamento médico.

Leia também:

Veja o que os homens jamais devem fazer na hora do sexo

Vergonha do corpo? Saiba como as inseguranças podem atrapalhar na hora do sexo

Conheça os quatro tratamentos estéticos mais realizados pelos homens