Avó organiza café da manhã e reúne 35 netos e bisnetos em Xanxerê

A família toda. Foto CRISTIANE ALINE, divulgação

Irma Formagini Testa, de 84 anos, programou um café da manhã em um hotel de Xanxerê para reunir todos os netos e bisnetos.

Mesa comprida, fila grande para se servir. muitas risadas e conversas, assim foi o café da manhã da vó Irma. Com a família grande, dona Irma conta que a casa nunca está vazia, se reúnem nos feriados, finais de semana e até nas terças-feiras – dia do baralho -, que não pode faltar.

– Estou muito feliz, pois tem netos e bisnetos aqui reunidos. Minha casa sempre foi cheia, não posso me queixar, nós nos reunimos para jogar baralho toda terça, sempre muito disputado, a família gosta muito de visitar e trocar cartas. Quando tem aniversario de alguém, levo sempre presente. Não esqueço de nenhum aniversário – conta a vó.

A neta Andréia Testa Teles conta que mesmo com número grande de netos, na família não tem o preferido, e a vó sempre tratou todos por igual.

– A vó é muito batalhadora, sempre unida com a família, sempre teve a casa cheia e tratou os netos de uma forma igual. É maravilhosa, faz tudo pelos filhos, atende todos os netos, fica brava se não visitamos e cobra bastante. É muito especial para nós e um exemplo de vida.

Os netos. Foto CRISTIANE ALINE, divulgação

Ericks Testa mora em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, mas os quase 450 quilômetros não impediram de se reunir com a vó e demais primos.

– A vó já havia feito um encontro com os filhos e agora reuniu os netos. Sempre nos encontramos na casa dela, somos daquelas famílias que lotam a casa da vó, que sempre se reúne nos feriados e finais de semana. Manter este laço familiar numa época em que as famílias se isolam muito, é extremamente importante, esse ato da vó é muito gratificante por isso sempre fizemos um esforço para estar presente – comenta.

Anaglei Nora, a bisneta mais velha da família, vê o encontro como um momento de união de gerações.

– É muito gratificante estar com a família toda reunida, sabendo que são várias gerações. Ver minha bisavó feliz e com saúde muito forte. A alegria da nossa família reunida é muito importante. Espero que futuramente possa conceder o tataraneto dela, enquanto está com saúde.

Para organizar o café

Para organizar tudo, dona Irma contou com a ajuda da neta Janaina Oliveira, que fez contato com os primos e viabilizou o espaço.

– Desde o ano passado, a vó queria fazer um café para os netos. Esperou os que moravam foram estar em férias e como a família sempre gostou de uma festa, quando a vó falou, todos já se organizaram para vir. A família sempre se reuniu para jogar baralho, conversar, falou em reunir a família, todos vêm. A casa sempre esteve cheia e para ela é um símbolo de felicidade ter todos reunidos.

O café da manhã da dona Irma reuniu cerca de 35 pessoas das cidades de Pinhalzinho, Florianópolis, Concórdia, Seara, Abelardo Luz, Xanxerê e Santa Maria.

FOTOS: CRISTIANE ALINE