Assédio: Betty Faria defende Zé Mayer e critica as denúncias em Hollywood

"Muito estupro pode ser evitado. Mete o dedo no olho, uma joelhada no saco e é difícil resistir, viu?", declarou a atriz

Foto: Divulgação/Itamar Aguiar/Pressphoto

A atriz Betty Faria disparou contra as recentes denúncias de assédio sexual em Hollywood e saiu em defesa de seu colega, o ator José Mayer, acusado de assédio por uma funcionária da Globo em abril do ano passado.

A figurinista Susllem Tonani, 28 anos, acusou o ator de assédio sexual dentro do camarim da TV Globo. O texto, intitulado “José Mayer me assediou”, foi publicado no blog #AgoraÉqueSãoElas, do jornal Folha de S.Paulo. Mayer se desculpou pelo caso e disse que errou ao fazer “brincadeiras de cunho machista” com colegas. O ator foi afastado pela Globo.

Faria, entretanto, contou a própria versão dos fatos, afirmando que Tonani e Mayer tinham uma história de amizade e que foi um desentendimento que levou a figurinista “tirar uma onda” com o ator.

— Ele nunca fez assédio comigo e nunca vi fazer com ninguém. É um colega maravilhoso. Fiquei muito triste com o que aconteceu — disse Faria em entrevista ao site Uol.

A atriz também comentou sobre as recentes denúncias de assédio sexual que resultou no boicote e processo de grandes nomes da indústria, como Harvey Weinstein, Morgan Freeman, Dustin Hoffman e Roman Polanski.

— Por que essas atrizes do Oscar não abriram o bico na hora [que foram assediadas]? Porque não convinha! Pegaram o papel, entendeu? Eu quero ver a que tem peito de dar um murro, uma joelhada no saco e perder o papel — declarou ao Uol.

A atriz também disse que sofreu muitos assédios durante sua carreira, quando ainda era jovem, mas que sobreviveu a todos. Faria afirmou que preferiu não denunciar para não fazer escândalo dessas coisas e que “a mágoa que os caras ficaram já foi suficiente” para deixá-la feliz.

Ela relatou, inclusive, um caso de um namorado que tentou estuprá-la, mas que conseguiu se defender com uma pernada. Por isso, a atriz sugeriu que o Ministério da Educação inclua defesa pessoal nas aulas de educação física.

— Muito estupro pode ser evitado. Mete o dedo no olho, uma joelhada no saco e é difícil resistir, viu?

Leia mais:

Assédio sofrido por ex-Spice Girl Mel B reacende debate sobre o tema

Após acusações de assédio, Morgan Freeman se desculpa

Maisa e Melody são vítimas de assédio nas redes sociais