Como é feita a bichectomia, que reduz o tamanho do rosto e facilita a mastigação

Fins estéticos e funcionais são motivos para a cirurgia

Angelina Jolie está entre as famosas que já fez o procedimento. Foto: Ethan Miller / Ethan Miller / AFP / GETTY IMAGES

Cirurgia em que há a retirada da gordura de duas bolsas presentes uma em cada bochecha, a bichectomia é feita para fins estéticos e também pode contribuir para a saúde. Além de reduzir o tamanho das bochechas, afinando o rosto, a bichectomia pode facilitar a mastigação de quem tem um volume maior do que o habitual nessa região do corpo.

O procedimento pode ser feito tanto por um cirurgião plástico quanto por um cirurgião dentista que tenham especialidade nessa área. O nome do procedimento vem do anatomista francês Marie François Xavier Bichat, que também batiza as “bolas de Bichat”, bolsas de gordura presentes nas bochechas.

Quem deve fazer

A bichectomia só é recomendada para quem tem grande volume de gordura das bochechas, a ponto de atrapalhar o processo de mastigação. Quando a pessoa morde constantemente as próprias bochechas, machucando-se, é recomendado procurar um médico ou dentista que possa avaliar a necessidade da cirurgia. Nos demais casos, por ser estética, é opcional.

Depois da cirurgia

O pós-operatório é comparado ao de uma extração de siso. Recomenda-se repouso e alimentação com produtos mais pastosos, líquidos e gelados, por cerca de quatro dias. A atividade física não é recomendada ao longo de duas semanas. Há medicações específicas sugeridas antes e depois da cirurgia, dependendo do paciente, para diminuir o risco de infecção e dor.

Quando se nota o efeito?

Há uma melhora significativa logo após a cirurgia, mas durante um tempo a região ainda fica inchada. Em questão de apenas alguns dias, porém, as bochechas já ficam com volume menor e a pessoa já pode sentir melhora na mastigação.

É possível voltar a ter bochechas volumosas após a bichectomia?

A gordura de Bichat é considerada uma das últimas gorduras a serem reabsorvidas pelo organismo no processo de emagrecimento. Em casos de ganho excessivo de peso, porém, essa gordura pode voltar a ser formada.

Leia também: 

Cirurgia plástica nas pálpebras: O que você precisa saber

Saiba os cuidados antes de fazer uma cirurgia plástica

Saiba quais são os tratamentos estéticos em alta neste verão