Body Positive: Moda verão plus size inclui conforto, casualidade e aceitação do próprio corpo

A ideia é apresentar uma moda elegante com certo foco na casualidade, bem fresh e cheia de bossa

Macaquinho e body Posthaus, óculos Siracusa. No Neumarkt Shopping: bolsa Laci Baruffi, sandália Arezzo, cinto Shoulder (Fotos: André Peixoto /Divulgação)

As mulheres são, com certeza, as maiores vítimas dos padrões de beleza impostos pela sociedade. Seguindo o contrafluxo desse caminho, muitas pessoas estão questionando esses padrões e dizendo ao mundo: aceitamos o nosso corpo do jeito que ele é! Hoje minha coluna embarca nessa quebra do padrão dando voz à cena plus size, aqui representada pela modelo Gabriela Berri. A ideia é apresentar uma moda elegante com certo foco na casualidade, bem fresh e cheia de bossa – como qualquer mulher brasileira sente necessidade.

Quando eu desenhei esse editorial, pensei: “quero trazer uma mulher cosmopolita e extremamente confortável, não apenas com seu corpo, mas principalmente com a roupa. Por isso, vemos macacões, peça única que é sempre um hit no verão, a pantacourt, que mixa um lado superesportivo, despojado e elegante, o babado e, claro, muito glam, que pode aparecer tanto na sofisticação do corte das peças como também na maquiagem.
Gabi Berri incorporou (e é na vida real) uma mulher poderosa, pronta para tomar alguns bons drinques e dar as boas-vindas ao verão. O resultado, você vê a seguir.

Macacão Posthaus, pulseira Gabriela Berri Acessórios. No Neumarkt Shopping: bolsa Lenny Niemeyer para Arezzo, sandália Arezzo, brincos Mil Bijus
Top Marétoa Biquínis, calça pantacourt Posthaus, bolsa e sandália acervo pessoal, brinco Shoulder no Neumarkt Shopping

Plus size na arte e na moda

Para me aprofundar nesse universo fui, claro, pesquisar primeiro na arte como o plus size é apresentado. Logo vem à cabeça o longínquo trabalho do artista plástico colombiano Fernando Botero, conhecido e consagrado mundialmente. Suas obras apresentam uma mistura da cultura contemporânea da Colômbia com inspiração nas tradições artes ocidentais, através de obras de mestres clássicos como Francisco Gota, Diego Velásquez e Piero Delia Francesca.

Outra figura pop que utiliza o discurso da inclusão e visibilidade é a vocalista da banda The Gossip, Beth Ditto, que lançou em 2016 uma coleção plus size com o renomado estilista Jean Paul Gaultier. Na época, a cantora declarou em entrevista: “isso é sobre respeitar, ser incluído e ser levado a sério, ao invés de ser marginalizado, humilhado, degradado e tratado com uma pessoa de segunda classe. Quando as pessoas não entendem os tamanhos, é um verdadeiro tapa na cara”. A campanha da linha foi fotografada em Los Angeles, com um casting escolhido pelo Instagram, incluindo a modelo plus size Isabel Hendrix.

Mas nem tudo são flores. Recentemente a modelo americana Tabria Majors utilizou sua rede social para rebater a declaração do chefe de marketing da grife internacional Victoria’s Secret, que afirmou em entrevista: “Não acho que teremos esse tipo de modelo, porque esse show é uma fantasia. São 45 minutos de entretenimento”, ao ser perguntado sobre a falta de modelos transgênero e plus no desfile. Tabria disse: “passou da hora das marcas aderirem o movimento body positive, pois isso ajuda as mulheres de todos os tipos a amarem seus corpos”.

Gabriela Berri
Gabriela Berri

Participaram deste editorial

Concepção e produção executiva: Lucca Koch
Fotos e tratamento de imagem: André Peixoto
Modelo: Gabriela Berri
Beleza: Sil Schmidt
Produção de moda: Vania Minatti
Locação: Negroni 33 Pizza Bar (Blumenau)
Agradecimentos: Neumarkt Shopping

Leia mais colunas de Lucca Koch