Bruna Linzmeyer conta que perdeu trabalhos por se assumir lésbica

Bruna
Foto: Darline Santos/Divulgação

Em entrevista à revista Marie Claire deste mês, a atriz catarinense Bruna Linzmeyer falou que sofreu ataques homofóbicos ao assumir publicamente seu primeiro relacionamento homossexual com a cineasta Kity Féo, em 2016: “Perdi trabalhos de publicidade, mas não me importo. Fiz uma escolha. Nunca pensei em omitir”, disse ela à publicação.

Bruna e a ex-namorada, Kity Féo / Reprodução Instagram

Leia mais:
Tais Araújo destaca o empoderamento feminino em “Mister Brau”
Meghan Markle fala sobre feminismo em primeiro evento real

Namorando atualmente Priscila Visman, a atriz se definiu como “mulher lésbica” e disse que reconhecer-se como tal é um “ato político” imprescindível ao combate à homofobia.

A atriz com a atual namorada, Priscila Visman / Reprodução Instagram

Ainda como posicionamento político, Bruna contou reconhecer os privilégios que tem por ser uma mulher “branca, de olhos azuis e atriz conhecida”, e complementou: “Vai nas periferias das capitais ver como é a vida das mulheres. É treta!”.