“Bum Bum Tam Tam” virou o primeiro clipe brasileiro a ter um bilhão de visualizações

Single de MC Fioti segue no topo do YouTube 18 meses após seu lançamento

Foto: Reprodução/Youtube

Uma mistura de funk, Johann Sebastian Bach e música árabe pode ter sido a receita especial para que Bum Bum Tam Tam se tornasse o primeiro clipe brasileiro a atingir um bilhão de visualizações no Youtube, sucesso conquistado em setembro deste ano.

O autor do single é Leandro Aparecido Ferreira, mais conhecido como MC Fioti, funkeiro paulista de apenas 24 anos. Para fazer Bum Bum Tam Tam, ele usou como base uma peça de flauta composta por Bach em 1723, chamada Partita em Lá Menor – o que acabou fazendo com que a música viralizasse nas redes sociais, principalmente após matéria do site G1.

— Ouvi isso e falei: “Putz, muito f…” — contou MC Fioti ao G1.

Além de a música ter inspiração na obra do compositor alemão, os bastidores do clipe são recheados de lances inusitados. MC Fioti aproveitou um furo na escala de gravações da produtora RW quando o funkeiro MC Don Juan rompeu contrato com o escritório. Assim, decidiu-se ceder o horário aberto na agenda ao clipe de Bum Bum Tam Tam, que recebeu clima de harém com direito a múmia, dança do ventre, flauta e até “lâmpada mágica”.

MC Fioti teve pouco tempo para pensar na produção.

— Saímos correndo atrás de tudo. Arrumamos a lâmpada, pedi para um amigo ser a múmia e enrolamos ele todo. Foi tudo de última hora e ficou perfeito — comemora.

Quem turbinou a audiência de Bum Bum Tam Tam foi o selo do Kondzilla, maior canal brasileiro no YouTube e um dos maiores produtores de clipes de funk no país. E, para dar garantia de sucesso, a música virou trilha de uma das personagens mais marcantes da teledramaturgia recente, a Bibi Perigosa, interpretada por Juliana Paes na novela A Força do Querer.

De acordo com o G1, Bum Bum Tam Tam segue recebendo 1,3 milhão de visualizações diárias 18 meses após seu lançamento, em março de 2017. Entre os clipes brasileiros, fica na frente de Ai Se Eu Te Pego, de Michel Teló (836 milhões) e Olha a Explosão, de MC Kevinho (757 milhões).

Leia também: 

Simaria lamenta nova pausa na carreira: “Não é fácil ter que parar mais uma vez”