Cachorro com câncer que cumpria lista de desejos morre nos Estados Unidos

Finn ficou famoso na internet quando a família descobriu a doença do animal e decidiu criar uma lista de 50 desejos para o cão

Finn (esquerda) ao lado de seu
Foto: Instagram/reprodução

Depois de passar os últimos cinco meses aproveitando a vida com muita diversão e comidinhas gostosas, o cachorro Finn, de Vermont, nos Estados Unidos, diagnosticado com câncer no mês de maio, foi sacrificado pelos donos depois que sua saúde se agravou nas últimas semanas. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Finn ficou famoso na internet quando a família descobriu a doença do animal e decidiu criar uma lista de 50 desejos para o cão, que incluía andar em um balão, jantar bife, acampar, caminhar ao nascer e pôr do sol, tomar sorvete e fazer doação a uma ONG. Finn morreu em casa, em um lugar aconchegante, rodeado de amor e assistido pelo veterinário. Antes, ele brincou, visitou seus humanos preferidos e até ganhou um cheeseburger de um amigo.

Em rede social, a família diz que optou por sacrificar o bichinho de estimação para preservar sua dignidade. O progresso da doença causava dificuldade respiratória, e o crescimento dos gânglios linfáticos bloqueariam totalmente as vias respiratórias. “Não queremos esperar que isso aconteça”, dizia a publicação um dia antes de Finn partir.

Em outubro, em conversa com a reportagem, Cynthia Peterson, dona de Finn, disse que ele, então com seis anos e meio, ainda era ativo, adorava brincar e comia bem.

— Sabemos que o câncer vai assumir o controle. Estamos aproveitando todos os dias ao máximo agora — afirmou ela, à época.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Finn & Yogi (@finnandyogi) em


Cynthia e o marido perceberam que algo não ia bem com o pet quando notaram o aumento dos gânglios linfáticos, abaixo da mandíbula. Há cerca de três meses, eles criaram a lista, como uma maneira divertida de guardar recordações de todos juntos. Algumas sugestões foram dadas pelo Live Like Roo, grupo que auxilia famílias de pets com câncer. Mas outros tópicos foram incluídos, alguns bem ambiciosos, afirma Cynthia:

— Não tinha certeza se conseguiríamos completar a lista.

Além da companhia dos humanos nessa aventura, Finn contou com Yogi, seu irmãozinho de quatro patas adotado em dezembro de 2017.

A tutora diz que a história de Finn inspirou amigos e parentes a celebrarem a vida com mais frequência.

 O cachorro cumpriu quase toda a lista de desejos. Mesmo sem ele, o último item continua nos planos da família: escrever um livro infantil, para que a história de Finn inspire as crianças.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

The very best steak tips 🙌 . . Not pictured: the marrow bone and gigantic bully stick that I also had tonight 💯 . . Also, thank you to every single person who has commented and sent a message to me and my family. We are not able to respond individually to every single one right now because we are cherishing these last moments together, but we want to all say THANK YOU from the bottoms of our hearts. Your kindness and support has meant so much to all of us during our adventures and now in the end ❤ . . While Finn didn’t check every box on his bucket list, he got very, very close. Writing a book is a complicated process, but we have a draft and will be looking for an illustrator in the next month or so. We will update on the progress on our go fund me page and here on our IG too. Thank you to everybody who has donated to make the book become a reality 💓 . . . . #finnsbucketlistvt #caninecancerwarrior #caninecancerawarenessmonth #caninecancerawareness #vtpets #dogsofbtv #livingmybestlife #dignity #goldensofinstagram #dogsofinsta #photosforellen #mydogist #livelikeroo #worldsgoodestdoggo #bucketlistingdoggo #curepetcancer

Uma publicação compartilhada por Finn & Yogi (@finnandyogi) em

Leia também:

VÍDEO: menino de três anos se emociona ao tentar ser amigo de um cachorro