Catarinenses conquistam mais de 5 milhões de seguidores com vídeos em que ensinam a fazer drinks

Além da página no Facebook, os Drinkeros administram um perfil no Instagram e um canal no Youtube. O sucesso no Brasil motivou, também, a criação de uma segunda página, em espanhol, para a América Latina

Bruno(D) e Boy criaram o Drinkeros, que reúne 3,5 milhões de seguidores nas redes sociais. Fotos: Marco Favero

Quem diria que um hobby se tornaria profissão? Bruno Abreu e Luis César, mais conhecido como Boy, com certeza não imaginavam que um dia iriam conquistar mais de 5 milhões de seguidores nas redes sociais de um jeito muito agradável: preparando drinks.

Os catarinenses já trabalhavam com sites e eram concorrentes. Foi em uma conversa num churrasco com amigos em comum, em 2016, que decidiram se unir para fazer vídeos preparando bebidas e publicar no Facebook, criando a página Drinkeros.

— No começo éramos só nós, fazendo, experimentando e tentando conquistar algum sucesso com isso. Editávamos vídeos de segunda a segunda, sem pausa. No começo foi difícil, então colocamos uma meta: se nos próximos meses não vendermos nenhum patrocínio, desistimos. Daí, uns dias antes de acabar o prazo, fechamos a primeira venda. — conta Bruno.

Bruno Abreu

O sucesso veio antes de conquistarem renda. Já nos primeiros 15 dias, a página na rede social bateu 100 mil seguidores. No sétimo mês, 1 milhão. Agora, com dois anos de história, já atingiu 3.442.523 somente no Facebook.

O resultado fez a brincadeira virar empresa. Hoje são, além dos dois sócios, sete funcionários trabalhando para o negócio dar certo, entre criativos, editores e comercial.

Além da página no Facebook, administram um perfil do Drinkeros no Instagram e um canal no Youtube. O sucesso no Brasil motivou, também, a criação de uma segunda página, em espanhol, para a América Latina, que reúne quase 2 milhões de seguidores.

— Sempre pensamos em internacionalizar a marca. Por isso já criamos o nome sem o ‘i’, Drinkeros. Assim todo mundo consegue pronunciar, mesmo em inglês ou em espanhol — justifica Boy.

Luis César, mais conhecido como Boy, dos Drinkeros

Bebida e trabalho

A conversa da Versar com os sócios do Drinkeros aconteceu em uma sala de jantar, na casa onde funciona o escritório e a produção de vídeos, no Campeche, sul da Ilha, num clima alto astral e ambiente com ar de república estudantil.

Os jovens, vestidos à vontade e ouvindo uma seleção de hits nacionais em alto e bom som, tornam a rotina profissional leve e descontraída, sem deixar a responsabilidade de lado. Ao menos um vídeo é publicado por dia, com receitas novas e ideias diferentes. Para Bruno, o que faz eles terem tanto sucesso é a inovação e não sofisticação.

Equipe dos Drinkeros

— Nós não fomos para o lado de sommelier, bar, estudar receitas, nem nada muito quadrado. É tudo na experimentação e ideias mais malucas. E é exatamente isso que nosso público procura, se tiver muitas regras não tem engajamento. O que viraliza é drink dentro de uma máquina de lavar, misturas inusitadas, encher um copo com uma máquina de alta pressão, tipo vap, entende? Essas loucuras.

As criações também precisaram ir além da produção de drinks. As sobremesas, no momento, estão em alta, como um pudim de Jack Daniels ou um pavê de caipirinha. Boy explica que o importante é ter no vídeo produtos que podem ser encontrados em qualquer prateleira de mercado, para ser acessível e feito em casa.

Reinventar para o futuro

Por mais que as ideias de receitas inovadoras continuem crescentes, os sócios já fazem planos para reinventar o trabalho num futuro bem próximo. Com as mudanças de algoritmos nas redes sociais, dificultando o alcance de perfis profissionais e conteúdos patrocinados, Bruno e Boy perceberam a necessidade de criar novos produtos.

— A gente percebe que as curtidas diminuíram em relação ao começo da nossa história e isso, com certeza, é devido aos algoritmos da rede. Mas ainda tem muito para explorar na internet e já temos alguns planos para os próximos anos. Vamos criar mais conteúdo específico para o Youtube, que não sejam só mãozinhas — comenta Bruno.

— E tem também a ideia de um curso de drinks, online, que estamos pensando em disponibilizar em breve. Vamos gravar as aulas de forma descontraída, mas ensinando alguns truques, como usar o limão para extrair o sabor do gengibre — completou Boy.

Já na pegada dos cursos, convidamos os sócios para ensinar uma receita para a Versar. Mesmo sem experiência com a gravação, os dois toparam e ensinaram um drink propício para o verão. Veja só:

Plus: Quatro dicas dos Drinkeros para as festas de fim de ano

1- Drinks gigantes são ótimos para reunir a galera, todos amam beber e tirar várias selfies com os drinks gigantes. Ah, e eles são ótimos para os stories da galera.

2- Uma boa pedida para o verão são drinks mais refrescantes, como o que apresentamos no vídeo. Eles costumam levar água com gás ou refrigerantes. Ex: mojito, cuba libre e o próprio ginger whisky, que gravamos para vocês.

3- Os picolés e gelatinas alcoólicos para essa época do ano são incríveis também. A galera ama uma sobremesa alcoólica refrescante no verão e pode ser uma boa pedida para o ceia de Réveillon.

 

4- Já que o verão é uma época cheia de festas é sempre bom saber receitas dos “Cura Ressaca”. A água de coco e limão costuma estar presente nesses drinks.