Que tal uma “cerveja-champagne”? Provamos a aclamada bebida “Deus”

Após serem produzidas na Bélgica, as cervejas são enviadas para a região de Champagne, na França, onde são tratadas pelo método tradicional

cerveja deus
cerveja Deus (Foto: Divulgação)

Uma cerveja belga, maturada na França, como Champagne. Uma cerveja rara, com algumas garrafas espalhadas pelo mundo, brilhante, cor de ouro, tipo Ale e de leve corpo. Estamos falando da aclamada Deus, uma cerveja de 11.5% ABV, que passa por um processo triplo de fermentação, incluindo um na garrafa, com fermentos de Champagne, que dura aproximadamente nove meses.

Após serem produzidas na Bélgica, as cervejas são enviadas para a região de Champagne, na França, onde são tratadas pelo método tradicional. Este processo foi inventado pela famosa Veuve Clicquot.

No método tradicional, chamado de Champenoise, as garrafas são invertidas e giradas manualmente por um período de semanas, até todo o sedimento do processo de fermentação ficar no gargalo da garrafa. Feito isso, a parte com os sedimentos é congelada e a garrafa é então aberta, expulsando o sedimento. este processo é chamado de Disgorged.

Este método entrega ao produto final a sensação de estarmos tomando Champagne, porém com as características de uma cerveja e incríveis notas de tostados. Uma cerveja seca, mas não amarga, com os Hops no retrogosto e claro, com as pequenas bolhas ou Perlage de uma Champagne.

Esta maravilha de cerveja custa algo como 40 dólares nos EUA. Se você gosta de Champagne e cerveja, deve experimentá-la!

Se quiser saber mais sobre Champagne, leia o post que fizemos em nossa visita à França.

Leia também:

Vai um “cafevinho”? Conheça o wine-coffee, combinação das duas bebidas

Leia mais colunas de Loco Por Vino