Leia a história do casal de artistas de circo que se conheceu nos picadeiros de SC

Bianca e Alex estão juntos há três anos e trabalham no circo Tihany

Bianca e Alex
Casal Bianca e Alex está junto há três anos. Fotos: Cristiano Estrela

Conhecer novas culturas, culinárias e idiomas. Esse era o desejo da bailarina Bianca do Santos Palheta, que aos 14 anos se mudou de Belém para Joinville para cursar balé na escola Bolshoi. Aos sete anos ela já sonhava em viver da dança, e aos 18 estava formada pela única filial do famoso teatro russo no Brasil.

Com a formação em dança contemporânea concluída, a jovem conseguiu seu primeiro emprego no parque Beto Carrero, onde conheceu o namorado, o catarinense Alex Domingos Santiago, 28 anos, que já trabalhava há quase uma década como acrobata no local. Natural de Penha, Alex se uniu ao sonho da namorada e, em uma passagem do circo Tihany por Santa Catarina, os dois resolveram fazer audições para conseguir uma vaga entre os artistas.

– Quando eu vi o circo, vi essa oportunidade. Estive em várias apresentações do Tihany e falei: eu quero trabalhar aí. Foi o primeiro circo que eu vi. Ele passou por Joinville e eu fui ver, depois foi para Balneário Camboriú e assisti mais vezes. Em Balneário fui selecionada para fazer a audição. Foi bem difícil, mas conseguimos passar e já estamos há três anos aqui – comenta Bianca, hoje com 22 anos.

Alex também começou cedo. Aos 15 já estudava para se tornar um acrobata. Para ele, o trabalho é mais do que prática.

– Você tem que nascer com o dom, mas é claro que estudei bastante. Comecei fazendo circo escola e logo já estava trabalhando.

A atmosfera que envolve uma lona circense encanta o acrobata, que garante que vê o seu trabalho como uma diversão.

– Temos a rotina de vir aqui trabalhar e fazer o mesmo espetáculo. Mas eu não vejo como um emprego normal, é mais uma diversão. Não tem rotina. Cada dia que subimos no palco é uma emoção diferente, é um sorriso diferente que você vê, é uma criança batendo palmas para você – conta.

Só em 2018, o casal já passou por sete cidades e dois países se apresentando com o circo que conta hoje com 50 artistas. Diferente dos tradicionais, no Tihany os artistas ficam hospedados em hotéis, o que dá mais liberdade e conforto.

– Ficamos em hotel com todas as mordomias. É muito aconchegante – comenta Bianca, que aproveita o tempo livre para conhecer as cidades e também para treinar, já que é isso que lhe garante um bom rendimento no palco.

Apesar disso, a distância da família ainda pesa quando colocam na balança os prós e contras de viver como um nômade.

– A falta da família é o que mais dói. Quando deixamos uma cidade também ficamos com o coração apertado de deixar amigos com quem construímos uma relação.

O fato de manterem um relacionamento os ajuda a ter planos mais longos no circo. A média entre os artistas é um ano em turnê, mas o casal já está há três e sem planos de deixar o espetáculo em breve.

– Ainda vamos continuar mais um tempo, depois o objetivo é montar uma escola para ensinar outras pessoas, aproveitar essa ampla bagagem que estamos adquirindo. E, claro, também temos aqueles sonhos clichês de ter casa e filhos – conta a bailarina.

A passagem do circo pelo Estado deixou o catarinense Alex contente em rever a família. Em turnê eles recebem cinco semanas de férias após um ano de trabalho e costumam retornar para suas cidades de origem.

– Foi muito legal quando eu soube que viríamos para Santa Catarina. Passamos antes em Itajaí, que é mais perto de Penha, e fiquei muito feliz. Minha família sempre vem pra cá. É muito bom estar perto de casa.

Sobre o Circo Tihany

Maior circo da América Latina e um dos três maiores do mundo, Tihany Spectacular está em turnê por Florianópolis. Com 64 anos de trajetória, a companhia apresenta o espetáculo que foi criado em Las Vegas e que já percorreu países como Estados Unidos, México, Guatemala, El Salvador, Nicarágua, Costa Rica, Venezuela, Paraguai, Uruguai e Argentina. Aqui no Brasil, Tihany escolheu as cidades de maior sucesso na turnê anterior para
sua despedida.

– Estamos nos despedindo desse país maravilhoso e após visitar outras capitais, seguiremos para turnê na Colômbia. Não poderíamos deixar de trazer tantas novidades a Florianópolis. Vamos surpreender com novos artistas, vindos de várias partes do mundo, um novo cômico, que está entre os melhores da atualidade, e novos números de magia, que é a marca principal de Tihany – sinaliza Marco Strapazzon, diretor de mídia da companhia.

A estrutura precisa de um terreno de no mínimo 14 mil metros quadrados. Só de fachada, são 90 metros, com mais de 40 mil lâmpadas. A entrada tem tuneis com paredes espelhadas, piso encarpetado, lustres suspensos e um lobby bar que parece um cassino. Sob a lona principal, o espectador encontra um grande palco de 700 metros quadrados, poltronas com veludo vermelho, ar condicionado e nove cenários temáticos. O circo tem rampas que garantem acessibilidade para pessoas com necessidades especiais e atende normas internacionais de segurança.

O espetáculo

Tihany revive a magia do circo, mas alia todo o encanto do tradicional com a tecnologia e modernidade. Logo no início, já é possível perceber que algo grandioso e inovador está por acontecer. Desde o voo misterioso de um lencinho iluminado sob a plateia até a formação da caricatura de um palhaço no cenário, tudo é mágico. A chegada de 40 palhaços, pelo meio do público, extrapola a alegria e nos faz voltar à infância. Após esse começo, um desfile de artistas internacionais, vindos da Mongólia, Estados Unidos, Bélgica, Inglaterra, Rússia, Moldávia, Cuba, China, Romênia, Colômbia, Chile, Argentina, França, Grécia e Ucrânia encanta quem está na plateia.

O palhaço Rodrigo Garcia é um dos brasileiros no elenco. Aliás, esta é a primeira vez que Tihany se apresenta em nosso país com um cômico daqui.

A magia é o ponto forte do show. Seguindo a tradição do fundador, Franz Czeisler Tihany, a mágica faz com que o público seja transportado a um mundo onde tudo é possível. O material se torna etéreo e mais ainda, o desejo de todo ser humano se torna realidade: flutuar, voar. Em instantes, aparecerá do nada um autêntico Rolls-Royce. Um gigantesco dragão surpreenderá, motocicletas em movimento aparecerão e desaparecerão e a tele-transportação se apoderará do corpo do ilusionista. E quando parece que nada mais poderá impactar, um imponente helicóptero surgirá magicamente em apenas três segundos no centro do cenário, e 40 artistas desaparecerão diante dos olhos do público.

Além de todas as novidades, Tihany reservou para Florianópolis a inauguração de sua nova estrutura, recém-chegada da Itália. É um novo castelo mágico, mais luxuoso e moderno.

Serviço

Tihany Spectacular – AbraKdabra

Endereço: Av. Gustavo Richaid, 850
Horários: de terças a quintas, às 21h, nas sextas e sábados, às 17h30min e 21h, e nos domingos, às 16h30min e 20h
Preços: A partir de R$ 40. Sócio do Clube NSC tem 30% de desconto

Leia também: Beto Carrero World: aproveite as atrações com 15% de desconto pelo Clube NSC