Clube NSC: Max Gelateria traz o gosto da Itália

Clube NSC
Clube NSC

O Brasil ainda não tinha 200 anos quando os registros das primeiras receitas de gelato surgiram na Itália, mas especificamente em Nápoles. Elas apareceram no segundo volume do livro Lo scalco alla moderna, de Antonio Latini, publicado em 1694. Em seus escritos, Latini contou que “na cidade de Nápoles consome-se uma grande quantidade de sorvete, eles apresentam a consistência de neve com açúcar e todos os napolitanos, parece, já nasceram sabendo como são feitos”.

Hoje os gelatos são bem mais interessantes visualmente – e no paladar – do que uma mera consistência de açúcar e neve. Ganharam cores, sabores e combinações de ingredientes diversos, dos tradicionais aos mais cool.

Foto: Max Gelateria/Divulgação

Na Grande Florianópolis, a Max Gelateria Fatto a Mano busca o diferencial em cada sabor. Insumos que resultam em gelatos marcantes, com textura leve, cremosa e pouco granulada são os preferidos da casa.

– As pessoas estão tendo um acesso crescente ao mercado de gelatos artesanais, com isso estão tendo cada vez mais opções e sendo mais criteriosos. Inovar sem deixar de preservar o sabor e a tradição italianos são um bom caminho – diz Pedro Carlotto, da Max.

Segundo ele, o que difere um autêntico gelato artesanal de um sorvete de massa industrializado são três pontos principais: processo artesanal – os gelatos são produzidos diariamente, apresentando um curto shelf life (vida de prateleira) – e, por isso, são sempre frescos. A textura e a cremosidade trazem uma sensação de suavidade ao paladar em virtude da temperatura de armazenamento não ser tão baixa. Por último, os gelatos  utilizam menos açúcar e menos gorduras que o sorvete de massa tradicional.

Foto: Max Gelateria/Divulgação

Entre os sabores mais pedidos na Max estão o Choco Besos (chocolate com avelãs inteiras e torradas), o Cacao (amargo com 70% de cacau na composição), Pistacchio (gelato de mix de pistaches do oriente médio), Cremino (creme de chocolate e avelã, com cobertura de pasta de chocolate branco), Crema cookies (com pedaços crocantes de cookies de chocolates imersos em um gelato sabor de massa de biscoito), Pinguino (Gelato de creme com cobertura deliciosa de chocolate e avelã) e Cioccolato (chocolate ao leite zero lactose).

Já o cardápio Edizione Limitata se reinventa a cada 90 dias, se adequando a estação do ano, solicitações dos clientes, inovações em matérias primas e outros fatores. Para essa temporada outono/inverno, os gelatos sazonais são o passione (combinação de morango com pedaços de chocolate que utiliza leite 0% lactose) e o Vin Brule, que traz o sabor da uva colonial com um toque de vinho carmenere e especiarias como cravo, canela e noz-noscada.

Os preços variam de R$ 12 (a casquinha pequena com um sabor) a R$ 80 (o pote de 1 litro). Sócios do Clube NSC têm 20% de desconto e pagam R$ 9 e R$ 64 nestas opções.

Serviço
A Max Gelateria Fatto a Mano está em quatro endereços na Grande Florianópolis:
Rua da Universidade, s/nº loja 13, Pedra Branca, Palhoça;
Rua Lauro Linhares, 2.123, quiosque 13, Trindade, Florianópolis;
Avenida Afonso Delambert Neto, 619, lojas 01 e 02, Lagoa da Conceição, Florianópolis;
Travessa Carreirão,104, Centro, Florianópolis.

 

Leia também:
Clube NSC: saia do sedentarismo com a dança

Clube NSC: conheça o Mosteiro, o autêntico pub joinvillense

Beto Carrero World: aproveite as atrações com 15% de desconto pelo Clube NSC