Das passarelas para as ruas, o color blocking volta a dominar os looks

shoulder
Fotos: Shoulder/Divulgação

Apresentado nos grandes desfiles de moda do país, o color blocking retorna para ficar. Nas passarelas do São Paulo Fashion Week e Minas Trends – grandes eventos de apresentação de tendências – foi possível acompanhar a volta dos tons fortes como laranjas, avermelhados, verdes, azuis, amarelos aparecendo em monocromia ou misturados. Os tons açucarados, bem lavados, como azul, amarelo e rosado também aparecem para marcar a cartela de cores das coleções primavera-verão.

Popular no início dos anos 1960 e final dos 1980, a moda do color block (bloco de cores) é uma tendência que já esteve presente em coleções mais recentes, como em 2011, e agora como reflexo do que foi apresentado nas passarelas chega para o consumidor final.

Leia também: 
Cada vez mais sofisticada, lingerie vira protagonista do look

Sustentabilidade ganha força e marcas investem no eco fashion

— Apostamos no color blocking para esta coleção pois é uma tendência que está ganhando força nas ruas. Sempre fomos uma marca colorida, portanto essa aposta é perfeita para nós e para as brasileiras. Acreditamos que a mulher fica muito mais moderna quando ousa em trazer cores diferentes para compor um mesmo look — comenta a coordenadora de estilo da Shoulder, Ana Paula Capellari.

Para as que desejam investir no look color block, o ideal é misturar cores contrastantes ou uma cor única em toda a produção. Para as que não curtem as cores muito vibrantes, a opção são os tons pastéis que também funcionam e dão um ar mais delicado ao look. Para não errar, ainda é possível misturar as cores mais vibrantes com peças de cor neutra.

Clique aqui para saber tudo sobre o Confraria da Moda