Marina Martini

Sobre a ditadura da felicidade

Estou tendo um mês meio cinzento. E não tem tanto a ver com as nuvens, a chuva, e o friozinho que rolou no último final de semana ...

Um corpo é um corpo

Eu fui uma adolescente que não gostava do próprio corpo: demorei mais que minhas colegas a amadurecer e ganhar curvas, a me livrar...

Tenha uma irmã – se a vida não te deu uma, encontre uma você mesma

Tenha uma irmã. Se ela for mais velha, vai te ajudar com a tarefa da escola, te dar dicas que você demoraria mais a aprender se...

Dance como se ninguém estivesse avaliando

Eu danço. Faz tempo: quando entrei em uma sala de aula de dança pela primeira vez, eu tinha 16 anos. Nunca mais parei. Aprendi dan...

Baseado em fatos reais: “meu cachorro morreu”

Dia desses uma colega causou comoção na redação. No meio da tarde de uma quinta-feira, ela pára de mexer no computador e começa...

O hambúrguer e o mundo moderno

Ontem eu comi um hambúrguer. Aqui, no conforto do meu lar, enquanto me lambuzava de cheddar e gordura, eu fiquei refletindo: há...

Escrevo. Porque nasci assim

Eu tinha uns onze anos quando comprei o primeiro caderno que batizei de "diário" — e comecei a escrever nele todos os dias, co...

Um conselho de Dumbledore para começar bem o ano

O réveillon é minha festa favorita do ano: é uma data comemorativa que, apesar de tão marcada por tradições quanto o Natal, a Pásc...

O post-it na porta da geladeira: a lógica por trás das resoluções de ano-novo

Eu prefiro o termo "resolução de ano-novo" a "promessa de ano-novo": a palavra "promessa", mesmo que feita voluntariamente, e para...

Por um mundo com gente mais múltipla: porque ninguém merece passar a vida dentro de uma caixinha

Eu tenho, tatuado no meu braço, um trecho de Quem Vem Pra Beira do Mar, do Dorival Caymmi. Pouca gente reconhece a música quando v...

MAIS LIDOS