Dicas de como criar ambientes que transmitam serenidade

Soluções estão presentes em projeto realizado para residencial de alto padrão em Balneário Camboriú

Fotos: Divulgação

Uma tendência no mercado atual é fazer com que os moradores se desconectem das obrigações diárias e possam criar espaços confortáveis e que transmitam experiências calmas dentro de casa.

— Por isso, os ambientes precisam ser mais leves, limpos e aconchegantes para transmitir serenidade, explica a arquiteta catarinense Darliane Carvalho.

Darliane Carvalho é reconhecida por decorar casas de famosos, como Isis Valverde, Luana Piovani, Sheron Menezzes, Alexandre Nero e Felipe Simas. Com escritório em Balneário Camboriú, recentemente esteve na Itália participando do Salão Internacional do Móvel de Milão, o maior evento do setor no mundo.

Para ela, os elementos que fazem um resgate da natureza, com texturas naturais como madeira, palha, vegetação e linho de algodão, ajudam a criar a sensação de aconchego e equilíbrio.

Em um dos projetos de sucesso da profissional, executado em um residencial que fica na quadra do mar, em Balneário Camboriú, Darliane também usou elementos industriais para contrastar, mas sem pesar.

— A mistura do aço, seja nas cores preta, ouro ou bronze, estão super em alta no design de interiores. Aqui, o material aparece em móveis planejados ou sozinho; no espaço gourmet, nas portas do hall de elevador, lavabos sociais e na decoração.

Como dica para criar ambientes que transmitam serenidade, a arquiteta destaca:

  • Não ter excesso de móveis e decoração
  • Distribuir elementos de forma alinhada e organizada
  • Optar por cores claras como base
  • Usar texturas que remetam a natureza traz aconchego
  • Vegetação natural está em alta na decoração e refresca/ tranqüiliza os ambientes, por isso é uma excelente opção
Veja nas imagens abaixo, exemplos de como deixar a sua casa com ares de tranquilidade:

 

  • A mistura de texturas naturais e vegetação criam uma atmosfera elegante e aconchegante ao mesmo tempo. Neste ambiente a arquiteta resgatou a Brasilidade usando um conceito atual e valorizando o design nacional.

  • Este hall de elevador é um exemplo de como é possível solucionar os ambientes de forma simples e com poucos elementos. Apenas um desenho personalizado para as portas de aço e vidro, espelhos e vasos em tubos de aço e, nas paredes, revestimento em MDF. A pintura decorou e excluiu a necessidade de carregar em móveis e objetos.

  • No lounge, cor e elementos orgânicos, como as estampas de almofadas e quadro, ou até mesmo as formas curvas das luminárias, aquecem o local de descontração.

  • As linhas minimalistas ajudam a organizar e transmitem serenidade. Para contrastar, materiais industriais marcam presença sem carregar. O desenho é leve e abre espaço para plantas naturais que, na cozinha, podem ser funcionais como os temperos.

  • Distribuição dos móveis de forma alinhada