Como dormir bem pode ajudar a emagrecer?

Foto: Pexels / Pexels

Uma boa noite de sono pode ser a parceira ideal para quem realiza atividades físicas regularmente, faz acompanhamento alimentar e segue todos os protocolos para emagrecimento. Isso porque, para quem está tentando perder peso, o quanto se dorme, e a qualidade desse sono, pode fazer muita diferença!

Entretanto, em meio ao stress e a rotina corrida, muitas pessoas não têm dormido o suficiente. Um estudo realizado nos Estados Unidos revelou que um em cada três adultos não dorme a quantidade necessária indicada pelos médicos, gastando menos de 7 horas por noite.

Segundo a especialista em clínica médica e nutrição funcional, Sarina Occhipinti, perder peso quando se dorme nessas condições pode ser mais difícil.

– São diversos fatores a serem somados. Os distúrbios do sono têm grande impacto no ganho de peso e alterações no metabolismo – alerta.

Segundo outro estudo, também realizado nos Estados Unidos, dormir pouco pode aumentar as chances de obesidade em 89% em crianças e 55% em adultos. Para Sarina, a pessoa pode entrar em um ciclo vicioso, difícil de se livrar.

– A perda de sono pode levar à obesidade que, por sua vez, pode levar à perda de sono – sintetiza.

– Nesse caso, é importante buscar ajuda de um especialista para iniciar um tratamento metabólico apropriado – orienta.

Dormir pouco dá fome!

Outro ponto importante é que pode ocorrer aumento de apetite em quem foi privado do sono. A razão disso está ligada a dois importantes hormônios: leptina e grelina.

– A grelina é liberada pelo estômago para avisar ao cérebro que você está com fome. Já a leptina é liberada pelas células de gordura e sinaliza que você está satisfeito. Quando não se dorme o suficiente, o corpo produz mais grelina e menos leptina – explica Sarina Occhipinti.

Ela dá três dicas para usar o sono a favor do emagrecimento:

1.    Coma alimentos leves antes de dormir

Comer em demasia ou abusar de alimentos gordurosos antes de dormir pode sobrecarregar o sistema digestivo e atrapalhar o sono. Opte por alimentos leves como frutas, legumes e verduras, caso queira comer uma proteína opte por carnes e peixes magros.

2.    Durma em total escuridão

Não desligar todos os aparelhos eletrônicos do quarto, mesmo aquelas pequenas luzes de stand by, pode afetar o sono. A luz azul de comprimento de onda curto, que é emitida em tablets e smartphones, interrompe a produção de melatonina no corpo e, como resultado, pode prejudicar o metabolismo.

– Em escuridão total, a produção de melatonina faz com que você se sinta sonolento e, ainda, pode ajudar na ativação de gordura marrom, que queima calorias – explica Sarina.

3.    Deixe o quarto em baixa temperatura

Dormir em temperaturas mais baixas pode ajudar a queimar mais calorias durante a noite. Uma razão provável é que os corpos trabalharam mais para elevar a temperatura do núcleo até uma temperatura estável.

– Isso pode ajudar a queimar mais de 100 calorias em 24 horas de sono – calcula Sarina.

Mais sobre o sono:
Conheça a influência do chocolate no sono
Seu bebê não está dormindo bem? Confira dicas para que ele tenha um sono tranquilo
Manual do Sono: entenda por que dormir bem significa saúde e mais tempo