Confira cinco segredos para temperar peixe em casa

Chef Mirian Marcatti ensina técnicas para manter o sabor da iguaria sem pesar no tempero

Foto: Felipe Carneiro

Peixes e frutos do mar carregam sabores únicos em cada espécie. Seja em postas, filés ou inteiros, a iguaria tem a carne sensível e se diferencia quando o assunto é tempero.

Para que as ervas e especiarias não se sobressaiam ao gosto natural do peixe é preciso alguns cuidados que fazem toda diferença no resultado final.

— Para cada tipo de peixe e receita existe um modo de preparo especial preservando o sabor e a textura, mas existem regras chaves que podem ser usadas sem erro —, afirma chef Mirian Marcatti.

Leia também: Cinco lugares que você precisa conhecer no Centro de Florianópolis

Abaixo seguem alguns segredos para nunca mais errar no modo de preparo de peixes.

Lembre-se: Para um resultado saboroso o peixe deve estar bem limpo e fresco, assim os temperos darão sabor a iguaria.

Não use: É comum sempre encontrarmos limão ao lado do peixe, mas evite temperos ácidos, pois podem cozinhar o peixe antes do preparo. Para uma boa marinada, aposte em vinho seco ou saquê. E use o limão somente na hora de servir.

Evite: Ervas e especiarias com o sabor muito forte ou em grande quantidade, pois elas interferem radicalmente no sabor da iguaria. Dissolva o tempero no azeite para não interferir no gosto do peixe.

Não esqueça: Se fritar o peixe, tempere uma porção de farinha com ervas finas e polvilhe o pescado. Assim ele absorverá menos óleo e ficará com uma casquinha crocante e saborosa.

Aposte: Para dar um charme ao sabor do peixe, use alecrim. Além de um sabor marcante, o tempero não prevalece ao gosto do peixe, pelo contrário, harmoniza e muito com pescadas brancas.