Datena fala ao vivo sobre denúncia de assédio sexual: “Quem vai decidir isso primeiro é Deus”

Ex-repórter do "Brasil Urgente", Bruna Drews, está processando apresentador e sua emissora

Datena teria dito que jornalista "era muito gostosa". Foto: Band / Reprodução

Datena apresentou o Brasil Urgente nesta segunda-feira (21) pela primeira vez após a denúncia de assédio sexual da ex-repórter da Band Bruna Drews, de 35 anos. Ela abriu uma representação judicial no Ministério Público de São Paulo contra ele, após o apresentador, segundo a jornalista, dizer que ela “era muito gostosa”, que teria se masturbado pensando nela e que achava “um desperdício” a profissional “namorar uma mulher”. As informações são do UOL.

Durante o programa, o apresentador afirmou que as denúncias de Drews eram mentirosas e declarou estar falando sobre o caso, em rede nacional, apenas em respeito aos seus fãs. “É pra você que me assiste há tanto tempo, pra você que me para na rua pra tirar foto, pra sua família”, disse ao final da explicação.

Datena também se defendeu alegando “há anos defender as mulheres brasileiras contra todo tipo de crime”. Segundo ele a “justiça de Deus” provará sua inocência, assim como a Justiça brasileira.

— Evidente que eu fico chateado quando não só eu mas também a minha família é atacada, principalmente as mulheres da minha família. Eu sou casado há 41 anos, tenho filha, netas, noras, [que] são atacadas de uma maneira baixa na rede social, é claro que isso dói meu coração, principalmente porque são palavras mentirosas — afirmou Datena.

— Mas eu repito: a verdade vai aparecer. Não vou falar muito sobre isso, porque quem vai decidir isso primeiro é Deus, depois é a justiça dos homens. Não tenha dúvida absolutamente nenhuma sobre isso.

Por fim, ele afirmou esperar que a Justiça “mostre o que é verdadeiro”:

— Eu já enfrentei muita gente perigosa, enfrento até hoje, já enfrentei muita calúnia, já enfrentei muita mentira, já enfrentei gente que achava que ia me destruir porque eu falo a verdade. Não é dessa vez que eu vou dobrar os meus joelhos, de forma alguma. Espero só que a Justiça mostre o que é verdadeiro.

Veja o relato completo:

Entenda o caso

Após Bruna Drews abrir uma representação judicial contra Datena no Ministério Público de São Paulo, em função de seus comentários impróprios, o apresentador negou as informações para o portal UOL:

— Quanto ao episódio a que ela se refere, ela estava visivelmente mais magra e perguntei na frente de todos se estava com problemas. Ela disse que sim e que iria procurar ajuda médica. Passou mal durante as gravações, que mandei parar para que ela fosse atendida e retomar outro dia em que estivesse melhor. No final das gravações deste programa, dias depois, no Bar do Tonico, com boa parte da equipe, reiterei a ela que era bonita e competente e que não precisava emagrecer mais para trabalhar em TV, preocupado com sua saúde.

Após a repercussão da notícia, Bruna foi às redes sociais falar sobre o caso. Com a imagem da campanha “Mexeu com uma, mexeu com todas”, ela escreveu: “Estou do lado da verdade! Consciência limpa e tranquila! Faço isso por todas as mulher que são obrigadas a passar por isso diariamente!”.

Datena disse que sempre apoiou Bruna:

— Sempre elogiei esta moça ao vivo no Brasil Urgente, como faço com outros repórteres homens e mulheres, pela beleza e competência, acima de tudo. Ao vivo pra todo Brasil. Ela há muito tempo vem pedindo vários afastamentos por motivos psicológicos, alegando problemas de família, pessoais e trabalho. Sempre a apoiei, como faço com os profissionais com quem trabalho, e ela me agradeceu pessoalmente por isto nos poucos contatos que tive com ela na Band (foram raras as vezes que conversamos fora do ar).

A Band, que também está sendo processada por não ter tomado medidas que assegurassem a segurança das funcionárias contra este tipo de comportamento, disse que não iria se pronunciar a respeito do caso e que o processo trabalhista “tramita em segredo de Justiça, a pedido da própria autora”.