Tudo rosa: dicas práticas para quem quer apostar em uma cor na decoração

Arquiteto e designer de interiores contam o que se deve fazer para chegar ao resultado esperado

Foto: Mariana Boro/ Divulgação

A decisão de transformar um ambiente de casa em um espaço monocromático é considerada arriscada. Nem todo mundo está disposto a encarar esta espécie de desafio da decoração. Há no ar um perfume de perigo que pode atrapalhar o impacto desejado se algo sair errado no meio do caminho.

Criadores de um living onde o rosa toma conta das paredes, do teto e de parte do mobiliário, o arquiteto Pedro Tessarollo e o designer de interiores Jairo Lopes souberam exatamente onde usar o conhecimento de causa para dar chegar ao resultado esperado.

Com a experiência, os profissionais apontam dicas práticas e de fácil execução que podem ser usadas na hora de apostar em uma cor na sala de casa:

Objetivo definido

Foto: Mariana Boro/ Divulgação

No caso desta sala, a dupla buscou criar um clima de descanso, conforto e contemplação. Por isso, escolheram o rosa, tanto nas paredes quanto no teto.

— É o seu desejo de criar uma cenografia mais interessante para um cômodo da casa que vai direcionar a decisão. Ela tem que ser bem pensada para não cansar quem vai viver ali — aponta Jairo.

Linhas retas

Foto: Mariana Boro/ Divulgação

Pedro é direto quanto a isso:

— Saiba usar, com a ajuda de um profissional, claro, as possibilidades de ampliação do espaço. Nós criamos detalhes que não existiam no teto, optamos por um sofá longo e uma estante que ocupa toda uma parede, por exemplo. Facilitam a predominância de uma cor.

Quebre o clima

Foto: Mariana Boro/ Divulgação

Profissionais costumam dizer que o monocromático dimensiona a dramaticidade do ambiente. Aqui, poltronas e uma cortina marrom, praticamente o oposto do rosa, fazem o contraponto.

— No tecido da cortina há um fio rosa que faz com que esse encontro se torne mais suave e natural — destacam.

Há ainda uma das paredes coberta de revestimento cerâmico na cor café, além de uma instalação artística na mesma cor que chama a atenção para si.

Detalhes, paleta e texturas

Foto: Mariana Boro/ Divulgação

Não é porque a decisão foi usar e abusar de uma cor que os detalhes passam despercebidos. A brincadeira de trocar o lado das lombadas dos livros deu um charme extra. Para sair um pouco do rosa, o sofá, a manta e o tapete oscilam nos mesmos tons, além de trazerem diferentes texturas para a sala, um dos ambiente da Casa Cor Balneário Camboriú 2019.

— Eles não são rosa, mas estão dentro da paleta que escolhemos. É mais uma forma de amenizar a intensidade do monocromático — finaliza Pedro.

Leia mais:

Reciclar: sempre uma tendência em decoração

Dicas de como inserir os acessórios dos pets na decoração da casa

Casa-conforto: veja três dicas essenciais na decoração