Reciclar: sempre uma tendência em decoração

Projetos valorizam o reaproveitamento de materiais e apresentam soluções inteligentes para descartes

Divulgação

 

Projetos com soluções criativas e composições harmônicas comprovam o velho ditado de que nada se perde, tudo se transforma. Containeres viram casas, lixos retirados do mar transformam-se em peças decorativas e mobiliário minimalista convidam a consumir menos. É assim que em 2019, a CASACOR SC, em Balneário Camboriú, segue à risca uma tendência que nunca sai de moda: a sustentabilidade.

—Inspirados nos conceitos de afetividade, sustentabilidade e tecnologia, pilares do tema Planeta Casa que norteia a mostra em 2019, os profissionais se valeram de soluções criativas e sintonizadas com a ideia de preservação da natureza — diz Francis Bernardo, diretora da mostra em SC.

Palha, plástico e menos desperdício

Com nome tupi-guarani, o Motírõ, restaurante da mostra assinado por Ileon de Mello, Jordana Battisti e Marcelo Urizar, é uma homenagem aos povos originários do Brasil — inclusive no modo como é coerente com o conceito de sustentabilidade. Originalmente utilizado como cancha de bocha, o espaço de 208, 8 metros quadrados recebeu o mínimo de intervenções estruturais. Os pilares originais, feitos de madeira esculpida, foram mantidos e o teto ganhou ares de oca com o uso de palha de piaçava, planta de manejo sustentável e que, passada a mostra, poderá ser reaproveitada. As persianas, fornecidas pela Via House, também se destacam. São feitas com plásticos retirados do oceano.

 

Restaurante Motírõ (Crédito Daniela Buzzi)

— A palha foi emprestada e depois poderá ser utilizada novamente, sem desperdício. Dessa forma evitamos o uso do gesso, cujo descarte é um problema. E os tijolos quebrados que virariam entulho foram utilizados na própria obra — diz a arquiteta Jordana Battisti.

Cabana Verde, assinado por Suellen Paul, também foi projetada para o menor desperdício possível. O banheiro tem reuso da água e materiais reciclados. Lixos encontrados na praia, como plásticos, canudos, sacolas e tampinhas viraram objeto decorativo.

 

Cabana Verde (Crédito Lio Simas)

Cordas de pesca, árvores preservadas e menos consumo

Para a Varanda do Lago, Larissa Palma Dias projetou um elegante jardim vertical. Balanço e outros objetos decorativos foram criados a partir de matérias-primas abandonadas e resgatadas de barcos: as velhas cordas ganham nova funcionalidade. Já no Lake Loft, de Fabio Borges, um container Dry de 40 pés foi reutilizado para criar um ambiente contemporâneo.

Varanda do Lago (Crédito Lio Simas)

Casa Basalto, assinado por Fernando Luiz Dal Bosco, apresenta também solução arquitetônica que preserva a vegetação do terreno do imóvel. Todas as árvores foram mantidas e dialogam com a mobília e decoração. E em vez de gesso, as paredes foram forradas com painel de palha natural.

 

Casa Basalto (Crédito Lio Simas)

Sintonizados na ideia de que menos é mais, Eduardo Castello Branco e Cibele Castello Branco criaram para o Hall de Entrada Conceito um ambiente minimalista. O destaque é a estante, projetada para ser um móvel que não depende de objetos decorativos para existir. Um móvel que se basta e, ainda sim, tem espaço para ser ocupado por aquilo que se coleciona ao longo da vida.

 

Hall de entrada Conceito (Crédito Lio Simas)

— O minimalismo também é isso, só comprar o que se ama. Consumir o que realmente encanta e faz sentido, não apenas pela sensação de preencher um espaço vazio. Nossa proposta é pensar a arquitetura de modo que não empurre o cliente para um consumo que não faça sentido — pontua Cibele Castello.

Serviço

O QUÊ: CASACOR Santa Catarina/Balneário Camboriú 2019

QUANDO: até 18 de agosto – Terça a Sexta, das 15h às 21h
Sábados e feriados, das 13h às 21h – Domingo, das 13h às 19h. O evento não abre às segundas-feiras.

ONDE: Rua Rouxinol, 153, bairro Ariribá – Balneário Camboriú/SC

INGRESSOS: Inteira, R$50 – Meia, R$25 (necessário comprovante).

INFORMAÇÕES: contato@casacorsc.com.br

 

Leia mais:
Dicas de como inserir os acessórios dos pets na decoração da casa
A sensibilidade da arquitetura em quatro bares do centro de Florianópolis
Conheça aplicativos que ajudam na hora de fazer mudanças e decorar a casa