Sandro Clemes: Dica prática para limpar pelos de pets da mobília

foto de gato - jonas-vincent

Foto Jonas Vincent on Unsplash, divulgação

Olá, tudo bem? Neste espaço, tanto no impresso quanto no digital, aqui na Versar, vou escrever sobre temas do universo da casa, do design, da arquitetura e da arte. Nasci e vivo em Florianópolis. Sou administrador e designer de interiores, desenvolvo projetos residenciais e comerciais, design de objetos e mobiliário e cenografia.

Animado com este novo desafio, convido a todos a desvendar comigo um mundo cheio de possibilidades estéticas e éticas, modos de pensar e viver criados a partir das relações que estabelecemos com as coisas que nos cercam, com nossa morada, a cidade e a natureza.

Proponho que lancemos um olhar interessado, curioso, contemplativo e generoso sobre os lugares onde estamos. Penso que, assim, podemos descrever trajetórias sensoriais mais interessantes e belas ao longo  da vida. Por menos exclusividade e mais inclusividade.  Por menos padronização e mais diversidade. Por novos prismas e novos olhares. Começo com uma dica prática.

Em casa

Manter uma casa arrumada não é fácil, a gente sabe. Pensando em ajudar nessa tarefa, vou dar aqui umas dicas de manutenção bem simples e eficientes, testadas por mim. A de hoje vai mudar a vida de quem gosta de tecidos escuros na decoração. E dos que têm bichos de estimação também.

Sabe aquela sujeira – como pelos e pó – que impregna no revestimento de sofás, poltronas e cadeiras, e que não sai fácil nem com aspirador? Compre um par de luvas de borracha, dessas que se vendem nos supermercados e que são comumente usadas para lavar louças e roupas. Vista uma e passe a mão sobre a superfície a ser limpa, sempre no mesmo sentido. A borracha empurra os pelos e deixa o tecido limpo. Arraste os pelos para uma extremidade da peça e recolha-os. Pronto, simples assim.