Phil Palmer, de Dire Straits Legacy, revela que banda compôs música inspirada em Floripa

"E eu conto um segredo: no nosso novo álbum, 3 Chord Trick, há uma música inspirada em Floripa", diz o guitarrista. Ouça a canção!

Phil Palmer em show em Florianópolis em 2017 (Foto: Yasmine Holanda Fiorini, BD, 06/05/2017)

Dire Straits Legacy, que reúne músicos que fizeram parte da banda britânica e executa canções clássicas do grupo, se apresenta neste sábado em Florianópolis. Músicas como Money for NothingSo Far AwaySultans of SwingWalk of Life serão interpretadas ao vivo por Alan Clark (teclados), Phil Palmer (guitarra), Mel Collins (sax), Trevor Horn (baixo), Steve Ferrone (bateria), Marco Caviglia (voz e guitarra) e Primiano Dibiase (teclados). O grupo ainda conta com Jack Sonni, guitarrista que integrou o Dire Straits na época do lançamento do álbum Brothers in Arms.

O guitarrista Phil Palmer revela à Versar que a capital catarinense serviu de inspiração para a banda, que compôs uma música depois de visitar a cidade. Confira a entrevista:

Como será o show deste fim de semana em Florianópolis?

Temos algumas surpresas para o Brasil. Vamos adaptar nosso set para incluir todos os favoritos do Dire Straits e tentar fazer vocês dançarem novamente.

Podemos esperar ouvir os clássicos dos Dire Straits no show? Quais músicas do repertório você destaca?

Há tantas músicas ótimas e poderíamos tocar todas, mas o show teria quatro horas de duração se o fizéssemos. Então será um núcleo de todos os clássicos, incluindo Telegraph, P.I., Money, Sultans, Romeo e, dependendo da audiência, nós nos adaptaremos à resposta. Nós experimentamos o público da América do Sul antes, eles gostam de festas, então nós vamos entregar o set list correto para mantê-los dançando. Nós também adicionamos um show de vídeo LED dinâmico desta vez.

Essa não é a primeira vez que vocês vêm ao Brasil. Como são recebidos pelo público?

Estamos muito animados por estar voltando para o Brasil. A recepção que tivemos é muito gratificante e as boas vindas muito apreciadas por toda a banda.

Vocês também já estiveram em Santa Catarina. Gostam daqui?

Sim. Lembro que estivemos aqui pela primeira vez há dois anos. Belo lugar, nós nos divertimos muito, ótimas pessoas! E eu conto um segredo: no nosso novo álbum, 3 Chord Trick, há uma música inspirada em Floripa, Two Days Off.

Para você, qual é o legado de Dire Straits para a música?

DSL é o legado de Dire Straits. Uma celebração de uma grande banda e as maravilhosas canções e estilo de Mark Knopfler. O conceito nasceu quando o núcleo da banda, incluindo eu, Alan Clark, John Illsley, Pick Withers, Danny Cummings e Chris White se reuniu para se apresentar novamente. O primeiro show foi organizado em um festival nos arredores de Roma, apenas por diversão e oportunidade de tocar o set de novo. A resposta foi marcante e 10 mil pessoas compareceram para compartilhar essa maravilhosa nostalgia conosco. Desde aquela noite, temos tido sorte o suficiente para sermos solicitados a percorrer o
mundo, e a recepção é sempre a mesma. Amamos a música, temos a paixão de tocá-la com a mesma energia e atmosfera que pretendíamos. Nós somos os músicos que sabem como funciona a dinâmica, as sutilezas, a intensidade, porque nós estávamos lá.

SERVIÇO
Show: DIRE STRAITS LEGACY
Data: 30/3/2019 – sábado
Local: P12 (Servidão José Cardoso de Oliveira, Jurerê Internacional, Florianópolis)
Abertura da Casa: a partir das 12h
Ingressos: A venda no site Ingresso Rápido. Sócio do Clube NSC tem 20% de desconto.

Para ser sócio do Clube NSC, você precisa assinar um dos jornais DC, Santa ou AN em Loja NSC. Com planos a partir de R$ 9,90 por mês, você tem acesso a todo o conteúdo de notícias e tem direito a utilizar os descontos do Clube em festas, shows, restaurantes, cinema, educação, serviços e muito mais.

Leia também:

Peças de teatro e grandes shows estão na agenda do fim de semana em SC