Vida do monge João Maria vira documentário lançado em Santa Catarina

Ele poderia ter passado despercebido por seus feitos aventureiros de andarilho se não fosse a tradição religiosa que iniciou e que permanece até hoje, com muita força no planalto catarinense

Reprodução de foto do homem conhecido como João Maria (Foto: Divulgação)

O documentário A Maravilha do Século, da diretora Marcia Paraiso, terá sua pré-estreia na próxima terça-feira, dia 19, na Sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis. O filme aborda a trajetória de Giovanni Maria de Agostini, mais conhecido na historiografia catarinense como “profeta”, “monge” ou “São João Maria”. A exibição será gratuita.

Filmado nos estados de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, e em outros países como México, Peru, Cuba, Estados Unidos e Itália, o documentário reúne espiritualidade e materialidade – provas da passagem de Agostini pelo mundo, desde o registro de batismo na cidade de Novara, região do Piemonte, Itália, até sua lápide em um cemitério no Novo México, Estados Unidos. Batizados como “Joaninos” pela antropóloga Tania Welter, os relatos dos seus seguidores se entrelaçam, independentemente do idioma falado ou da parte do mundo.

Sobre o personagem

Em 1861, o italiano Giovanni Maria de Agostini foi fotografado em Havana, Cuba — o primeiro registro fotográfico que se tem notícia sobre ele. A foto circulou pelas ruas em forma de cartão postal e foi batizada como “a maravilha do século”: um homem que tinha caminhado pelas Américas, entre desertos, florestas, sertões, guerras, revoluções.

Agostini poderia ter passado despercebido por seus feitos aventureiros de andarilho se não fosse a tradição religiosa que iniciou e que permanece até hoje. A documentarista Marcia Paraiso ouviu falar de João Maria, como é conhecido pelos caboclos do planalto de Santa
Catarina, quando filmava pela região.

Chamado de profeta, monge ou santo, a forma como seus seguidores perpetuam uma memória oral que reverencia uma fé simples, distante dos dogmas da igreja tradicional, próxima aos conhecimentos relacionados às ervas e respeitando a natureza, fez com que ela se interessasse em contar a história dessa entidade tão forte e presente no universo caboclo do Sul do Brasil.

Ficha técnica:

A maravilha do século

Documentário, 87 minutos

Direção – Roteiro – Produção:
Marcia Paraiso

Consultoria: Alexandre
Karsburg, David Thomas e Tania Welter

Direção de Fotografia:
Kike Kreuger e Ralf Tambke

Som direto: Ju Baratieri

Montagem: Glauco Broering

Edição de som e mixagem:
Leonardo Queyroi

Trilha sonora original:
Luiz Gayotto e Rovilson Pascoal

Produção executiva: Helio
Levcovitz e Ralf Tambke

Produtor associado: David
Thomas

Serviço:

Pré-estreia do documentário A Maravilha do Século

Quando: 19/3, às 19h30min

Onde: Sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC)

Entrada gratuita

Leia também:

Documentário catarinense retrata a vida de mulheres motoristas