Documentário conta como Joan Jett abriu caminho em um universo dominado pelos homens: o rock

Bad Reputation, batizado com o nome de uma das canções mais famosas da artista, estreia no mês que vem

Foto: AFP Photo/Claudio Santana

Presença constante no universo do rock, onde ganhou fama nos anos 1970 ao lado do The Runaways, Joan Jett sempre é citada quando o assunto é a escassa presença feminina no gênero, tradicionalmente dominado por artistas masculinos e bandas lideradas por homens: na lista da revista Rolling Stone dos melhores guitarristas de todos os tempos, por exemplo, a artista é uma das duas únicas mulheres citadas (em 67º lugar; a outra é Joni Mitchell, em 75º). Se esse cenário aos poucos começa a mudar, com certeza deve-se muita coisa a Joan, que há décadas firmou seu nome na história do rock.

A narrativa de como a cantora (que também é compositora, guitarrista e baixista) conquistou esse lugar – e de como essa conquista não foi fácil – é o fio condutor do novo documentário Bad Reputation. A novidade, que leva o nome de uma das músicas mais famosas de Joan, estreia no iTunes e na Amazon, e também em cinemas selecionados, no dia 28 de setembro. Dirigido por Kevin Kerslake, o filme conta com entrevistas de diversos músicos, entre eles Billie Joe Armstrong, Iggy Pop, Pete Townshend e Debbie Harry.

Abaixo você confere o trailer: no vídeo, Joan relembra sua primeira guitarra, um presente de Natal que ela pediu aos 13 anos, e como foi inicialmente julgada por querer aprender a tocar. “Eu fui fazer uma aula e o cara disse ‘Garotas não tocam rock’n’roll.’ Mas, sabe, se você me disser que eu não posso fazer alguma coisa, é exatamente isso que eu vou fazer.”

ASSISTA AQUI