Emily Blunt vence SAG Awards e emociona o marido com discurso; assista

"Você atingiu profundamente meu coração", disse vencedora na categoria de melhor atriz coadjuvante, por seu papel em "Um Lugar Silencioso", para o diretor John Krasinski

John Krasinski e Emily Blunt
Fot: AFP

Emily Blunt e John Krasinski continuam encantando Hollywood e o mundo com seu relacionamento. Na noite deste domingo (27), a britânica emocionou o marido com seu discurso ao receber o SAG Award (prêmio do sindicato de atores) de melhor atriz coadjuvante, por seu papel em Um Lugar Silencioso — produção estrelada e dirigida por Krasinski.

— Compartilho esse prêmio completamente com meu marido, John Krasinski, porque toda a experiência de fazer ele com você atingiu profundamente meu coração. Você é um cineasta impressionante, tenho muita sorte de estar com você e ter feito esse filme com você — afirmou a atriz na cerimônia, deixando Krasinski com lágrimas nos olhos.

Leia também: Lady Gaga, Emily Blunt e mais: os 10 melhores looks do SAG Awards

Juntos desde 2008, casados há 8 anos e com duas filhas, Hazel, de 4 anos, e Violet, de 2, os atores mais lembrados por O Diabo Veste Prada (Blunt) e pela versão norte-americana de The Office (Krasinski) são vistos como um dos casais mais queridos do cinema. Em diversas entrevistas, contudo, Emily afirmou que a princípio não queria se envolver no novo projeto do marido e misturar sua vida profissional e pessoal. Foi após ler o roteiro do longa que ela informou a Krasinski que não aceitaria não participar do filme.

— Obrigado por me dar esse papel, você estaria em apuros se não tivesse dado, não tinha opção, mas obrigado mesmo assim — relembrou Blunt no discurso.

Sucesso de bilheteria, arrecadando mais de 340 milhões de dólares, Um Lugar Silencioso é um filme de terror e suspense, mas que sempre foi defendido por Krasinski como uma “carta de amor aos seus filhos”. A história, afinal, mostra até que ponto as pessoas estão dispostas a ir por sua família. Na trama, os personagens precisam ficar em absoluto silêncio, pois qualquer som pode despertar uma ameaça capaz de matá-los.

— E obrigado pelos dois pequenos poemas nas nossas vidas, nossas filhas Hazel e Violet — ela também declarou.

Confira o discurso completo: