Enquanto aguarda novo programa, Fernanda Gentil arrisca passos no teatro e no cinema

Reprodução/Instagram @gentilfernanda

*Karina Matias

Quando Fernanda Gentil, 32 anos, decidiu deixar o jornalismo esportivo da Globo para se aventurar no entretenimento, não imaginava que seria uma passagem difícil.

— Achei que fosse tirar mais de letra, mas foi um dia bem dolorido para mim. Chorei muito — conta ela sobre sua despedida como apresentadora do programa Esporte Espetacular, em dezembro de 2018.

Por que mudar, então? Segundo Gentil, ela precisava de novos desafios.

— São ciclos, né. O meu desafio ali estava quitado. Em dez anos de esporte na casa [Globo], cobri três Copas, duas Olimpíadas. Precisava me movimentar mais — diz.

Embora o formato de seu novo programa na Globo ainda não esteja definido – a previsão é que entre no ar no segundo semestre -, a jornalista já se diz realizada com os novos rumos de sua carreira, que incluem uma peça de teatro e um filme.

Com tantos novos projetos, parece que Gentil quer investir na carreira de atriz, certo? “Não, não tenho essa pretensão”, responde ela. “Muito difícil, gente, menor chance. É muito mais fácil não ser e brincar de ser [atriz]”, diverte-se.

Gentil poderá ser vista nas telas dos cinemas a partir de outubro, no filme adolescente “Ela Disse, Ele Disse”. A jornalista conta que só topou participar do longa após convite da escritora Thalita Rebouças, sua amiga e autora do livro homônimo no qual o filme é baseado.

— Ela falou: ‘Quer?’ E eu respondi: ‘Ah, tá bom. Por você, né'”, conta. “O filme fala muito sobre essa vida de adolescente, o primeiro amor, o primeiro dia de escola nova. Foi muito gostoso, gravamos no início do ano — completa Gentil, que interpreta a mãe da protagonista Rosa, papel da atriz Duda Matte.

Teatro

A jornalista estreou nos palcos em março com o espetáculo “Sem Cerimônia”, escrito e protagonizado por ela.

— Eu já começo falando: Isso não é uma peça e eu não sou atriz. Eu sou uma contadora de histórias, e isso é um bate-papo — conta.

Segundo Gentil, trata-se de uma conversa com o público na qual ela também propõe reflexões.

— Falo muito de respeito, conto toda a minha vida, pessoal e profissional, falo de fake news. Tudo com humor, leveza e dinâmica com o público. E há momentos para dar uma sacudida também, não é só risinho, não.

“Sem Cerimônia” estreou em Curitiba e segue em turnê pelo Brasil, e deve passar por Santa Catarina em . Além das apresentações no teatro, a jornalista exibe parte do espetáculo em palestras e convenções de empresas.

Casada com a também jornalista Priscila Montandon e mãe de Lucas (afilhado que adotou), 11 anos, e de Gabriel, 3, Fernanda diz acreditar que seu senso de humor é um aliado na tarefa de enfrentar a vida.

— Não que eu não sofra, mas esse meu jeito me ajuda a dar ao problema o tamanho exato que ele tem. Só isso. Mas já me ajuda bastante, porque temos muitos problemas. Todos nós. Eu, inclusive. Acho que o público se identifica muito com essa minha naturalidade.

Leia mais:

Rádio Globo muda estilo, e apresentadores como Adriane Galisteu e Fernanda Gentil são dispensados

Fernanda Gentil diz que pensa em aumentar a família ao lado da mulher Priscila Montandon

Fernanda Gentil morena: vem ver o novo visual da apresentadora