Entenda a importância de manter o intestino saudável para evitar doenças graves

Pesquisas bem importantes em nível internacional atestam que ao cuidarmos corretamente da nossa microbiota intestinal estaremos prevenindo alergias alimentares

Consumo de frutas é importante (Ilustração: Arte Gonza Rodriguez/Divulgação)

Nos últimos tempos, a ciência vem mostrando quão importante é manter a saúde intestinal para prevenirmos doenças que você jamais pensaria que pudessem estar relacionadas ao intestino, mais especificamente ao que chamamos de microbiota intestinal. Pesquisas bem importantes em nível internacional atestam que ao cuidarmos corretamente da nossa microbiota intestinal estaremos prevenindo alergias alimentares características da infância, obesidade, hipertensão arterial, diabetes mellitus e até doenças neurodegenerativas como Parkinson e Alzheimer.

Existe uma íntima conexão entre o nosso cérebro encontrado no crânio, chamado pelos pesquisadores de “grande cérebro” e o nosso “segundo cérebro”, que é o microbioma encontrado no intestino, e chamado de “pequeno cérebro”. O microbioma intestinal apresenta vias neuronais que modulam a saúde geral do nosso organismo. Em uma linguagem simples, quando a microbiota intestinal não se encontra saudável, ela é capaz de entrar em contato direto com o cérebro e levar em curto e longo prazo a problemas importantes de saúde em diversas áreas do nosso corpo.

A microbiota é colonizada por diversas bactérias (que podem ser boas ou ruins), consideradas importantíssimas para a saúde, que se concentram principalmente no trato gastrointestinal. A forma em que vivemos e nos alimentamos já desde a barriga da nossa mãe influencia diretamente no tipo de bactérias que irão colonizar o nosso intestino. Isso tudo é tão importante que a saúde dessa microbiota na primeira infância tem impactos importantes ainda na vida adulta. A seguir, te contamos quais são os principais fatores que influenciam positiva e negativamente na nossa saúde intestinal.

Fatores que contribuem com a saúde do seu intestino:

* Ter nascido de parto vaginal

* Ter nascido com mais de 37 semanas gestacionais

* Aleitamento materno

* Alimentação adequada da mãe durante a gestação

* Introdução alimentar saudável (colorida, variada e sem alimentos industrializados)

* Consumo adequado de frutas e vegetais ao longo da vida

* Consumo de cereais integrais ao longo da vida

* Uso de pre-e-probióticos adequados para a fase da vida e necessidades individuais

Fatores que influenciam a disbiose intestinal (microbiota intestinal alterada e doente)

* Ter nascido de parto cesáreo

* Má alimentação materna ao longo da gestação

* Uso de antibióticos na primeira infância

* Dieta pobre em fibras (baixo consumo de frutas e vegetais)

* Consumo elevado de gorduras trans e saturadas

* Consumo frequente de alimentos açucarados e industrializados

Conheça as doenças que podem estar relacionadas a uma microbiota intestinal doente ao longo da vida:

* Obesidade

* Alergias alimentares

* Hipertensão arterial

* Doença inflamatória intestinal

* Autismo

* Déficit cognitivo

* Diabetes tipo 2 e diabetes autoimune

* Distúrbios neurodegenerativos como Parkinson e Alzheimer

* Transtornos de humor

* Aterosclerose

Agora que você sabe da importância da saúde intestinal na prevenção de diversas doenças, que tal transformar seus hábitos de vida e alimentação!? O segredo sempre será manter uma dieta equilibrada, colorida e variada, livre de açúcares e industrializados na rotina diária.

Leia também:

Aprenda a identificar alimentos ultraprocessados e saiba como prejudicam a saúde