Entenda por que (quase) todas as atrizes vestiram preto no Globo de Ouro

Não deu outra, o preto total imperou na cerimônia do Globo de Ouro 2018. A escolha do look foi um protesto e uma demonstração de que as mulheres da indústria cinematográfica estão unidas em torno da campanha Times Up, que combate o assédio sexual e discriminação no ambiente de trabalho.

Meryl Streep, Shonda Rhimes, Reese Witherspoon, Viola Davis, Emma Watson e a imensa maioria das mulheres presentes aderiram à iniciativa e ainda compareceram na cerimônia acompanhadas de ativistas do movimento feminista que atuam em diferentes frentes. O convite para que as atrizes usassem preto veio em forma de uma carta aberta no jornal The New York Times.

Emma Stone levou a ex-tenista consagrada Billie Jean King. Foto AFP

A cerimônia, cheia de manifestos, é mais um passo após as as acusações contra Harvey Weinstein, um dos produtores mais poderosos de Hollywood. O que parecia uma denúncia isolada se transformou em uma avalanche de mulheres contando casos de abusos vividos, começando o movimento #MeToo.

Angelina Jolie surgiu ao lado da ativista Loung Ung

– (O assédio) está no mundo militar, no congresso, em todas as partes. Queremos melhorar isso. Nos sentimos responsáveis em nos manifestar, disse Meryl Streep no tapete vermelho.

Meryl Streep estava acompanhada de Ai-jen Poo, diretora do National Domestic Workers. Foto AFP

O manifesto vai além de Hollywood, a desigualdade de gênero em todas as áreas ganhou destaque e um fundo de defesa legal foi criado. A partir dos milhões arrecadados, será possível proporcionar apoio legal subsidiado a mulheres e homens que foram sexualmente assediados, agredidos ou abusados no seu local de trabalho.

Michelle Williams teve como acompanhante Tarana Burke, criadora do movimento #MeToo. Foto AFP

Leia também

Benditos frutos catarinenses – Núcleo de estudos gastronômicos valoriza ingredientes do Estado como uvaia e goiaba serrana

Entrevista: Maskavo é uma das atrações da Arena Show de Verão

Plante sua lua: entenda o uso que a atriz Bianca Bin e outras mulheres fazem do sangue menstrual