Roberta Dalsenter: “Comer é a minha aventura na cozinha”, conta Ivete Sangalo

Ivete Sangalo - Foto divulgação

Foto divulgação

Tem maneira mais contagiante e energética do que estrear com um bate-papo delicioso com a maior musa da música brasileira? Ivete Sangalo é das minhas, é nossa, é versátil.

A baiana sacode Blumenau neste sábado, dia do aniversário da cidade, com um show na Vila Germânica. Para celebrar tantas emoções – incluindo a estreia da Versar –, ela respondeu algumas perguntas sobre alimentação, deslizes gastronômicos e quem comanda a cozinha na família. Também quis saber como deve se comportar um anfitrião que vai recebê-la. Aliás, sintam-se todos em casa neste novo espaço.

Confira a entrevista exclusiva:

Você come antes do show? E o que nunca pode faltar em seu camarim?

A minha dieta já é elaborada de acordo com a minha rotina, com os shows. Mas no camarim mesmo, antes do show, é muito líquido e alimentos leves: algum grelhado, mix de castanhas e frutas secas, banana.

Você se aventura na cozinha? Qual é a sua especialidade?
Comer. Essa é a minha aventura na cozinha (risos). Lá em casa, Daniel (Cady, seu marido) comanda essa área.

Há alguns anos, você esteve em Blumenau e, depois do show, foi vista comendo um cachorro quente na rua. Qual seu limite na hora de se alimentar?
Eu me dou o direito de vez ou outra fugir um pouco da rotina alimentar. Pequenos prazeres. E um cachorro-quente é irresistível.

Deixe-me imaginar que você aceitou um convite e vem jantar em minha casa amanhã. Alguma dica para mantermos a euforia e sobrevivermos até a hora da sua chegada? Você toma drinques alcoólicos? O que servir?
Agradeço o elogio e o convite. Na euforia, vamos ficar as duas e a gente passaria o dia batendo o papo no WhatsApp. Drinque alcoólicos não, fico no suco. E de comida, feito com esse carinho todo, o que vier será bem vindo!