Camille Reis: “Me sinto como se tivesse 18 anos”, diz Malvino Salvador

Malvino Salvador - Foto Felipe Carneiro

Malvino Salvador fala sobre trabalho e sua ligação com a família – Foto Felipe Carneiro

O sorriso aberto, o corpo sarado e o jeitão de menino podem não revelar, mas o galã Malvino Salvador já é um quarentão. Casado com a lutadora e apresentadora Kyra Gracie, ele é pai de três meninas – Kyara, de 1 ano, Ayra, de 2, e Sofia, de 7, fruto de um relacionamento anterior.

Para quem costumava vê-lo nas baladas de Jurerê Internacional, a imagem atual é bem diferente. De namorador assumido, Malvino passou à versão paizão e marido apaixonado e se orgulha em dizer que sua prioridade hoje é a família que, aliás, pode aumentar a qualquer momento. Muito à vontade e soltando gargalhadas o tempo inteiro, o que parece ser sua marca registrada, o ator falou com a coluna em uma passagem rápida por Santa Catarina.

Leia mais posts de Camille Reis

Lugares preferidos

Você já veio ao Estado algumas vezes de férias. Quais os seus lugares preferidos por aqui?
A primeira (vez) foi em 1998, com um amigo, viemos curtir a Oktoberfest, mas também passamos por Floripa e outras cidades, fiquei uns 15 dias aqui. Depois, voltei outras vezes, com outros amigos. Em 2001, passei o Réveillon em Jurerê Internacional quando tinha só um beach club lá, curti muito a Lagoa da Conceição, rodei a Ilha inteira. Eu adoro Santa Catarina, já cheguei a ficar um mês direto aqui de férias, agora preciso voltar com a família. Fazia uns cinco anos que não vinha.

Vida em família

Quais são os seus programas preferidos em família?
Nós vamos muito à praia com as nossas filhas. No tempo livre, a gente sempre procura um lugar onde elas possam se divertir, seja um parque, um local que tenha uma brinquedoteca grande ou com animais. Elas são nossa prioridade inclusive na hora de escolher o roteiro.

Para um cara que tinha fama de namorador, como é ser pai de três meninas? É do tipo ciumento?
Fui namorador mesmo, aproveitei o máximo que pude, agora não posso mais (risos). Sobre as minhas filhas, ainda tem um tempo até essa hora chegar, então não estou pensando nisso ainda (risos). Mas eu acho que não vou ser ciumento, vou protegê-las, óbvio, vou estar sempre presente alertando, conversando, mas nunca impondo. Meus pais sempre conversaram muito comigo, percebi que com filho você tem que estar o tempo inteiro do lado, ter um papo aberto, isso gera confiança.

Você se considera um pai participativo na vidas das filhas?
Totalmente. O mundo mudou e essa coisa de que a mulher tem que cuidar do filho não existe mais, cada um cuida um pouco. E isso é tão gostoso, você trocar uma fralda, brincar, vai levar isso para o resto da vida.
Imagino que o pai que não experimenta isso depois vai se arrepender se ele não tiver exercitado esse contato diário. E tem que ser diário, encontrar o seu tempo livre e priorizar mesmo.

Let’s go to the beach

Uma publicação compartilhada por Malvino Salvador (@eumalvinosalvador) em

Esportes e vida profissional

A prática de esportes continua sendo uma rotina na vida de vocês mesmo com a correria?
Sim, eu faço esporte desde os seis anos e nunca deixei de praticar. Se fico uma semana sem me exercitar, começo a ficar incomodado, então o esporte faz parte de um estilo de vida associado à saúde, bem-estar. O lance é encontrar um esporte que te agrade. Hoje, eu estou intercalando boxe com jiu-jítsu que voltei a fazer depois de 14 anos, quando comecei a namorar com a Kyra, aí fui obrigado até pra não levar um mata leão de surpresa (risos).

?

Uma publicação compartilhada por Malvino Salvador (@eumalvinosalvador) em

Vocês pretendem ter mais filhos?
Daqui quatro ou cinco anos a gente vai voltar a conversar a respeito, eu gostaria de ter um menino e ela também. Mas claro que criar filho, além de ser muito bom, dá trabalho e custa caro, então tudo tem que se encaixar.

Você está com 41 anos. A idade mudou alguma coisa?
Nada, minha disposição é a mesma. Como eu sempre me mantive fazendo esporte tenho um condicionamento físico praticamente igual ao que eu tinha há 20 anos, então me sinto como se tivesse 18 (risos).

E quando a gente vai te ver novamente na telinha?
Fui convidado para fazer uma novela, mas ainda não posso dizer porque está muito no início, mas vem coisa boa para o ano que vem. Por enquanto, estou dedicado 100% ao teatro, estreei recentemente a peça Boca de Ouro, que conta a história de um bicheiro carioca. Quando terminou a novela Haja Coração eu estava exausto, quis curtir um tempo com a família e depois senti vontade de fazer teatro.  A peça caiu como uma luva porque seu sempre quis fazer Nelson Rodrigues e esse é um dos seus personagens mais emblemáticos. Tô muito feliz com o resultado e com o retorno do público.

Em cena, Boca de Ouro e Celeste #bocadeouro Hoje, às 18:30h, no Tucarena

Uma publicação compartilhada por Malvino Salvador (@eumalvinosalvador) em