Escolhas corretas ajudam a controlar o apetite durante o inverno

Nutricionista indica as melhores escolhas para aproveitar a estação sem descuidar da dieta

Foto: Felipe Carneiro

Para muita gente manter a dieta nos meses mais frios é um grande desafio, afinal, basta a temperatura começar a cair para bater a vontade de ficar embaixo do edredom, assistindo filme e comendo guloseimas. No entanto, com escolhas corretas, é possível aproveitar a estação sem comprometer a balança.

— Além de trazer a sensação de conforto e aconchego, no inverno nosso corpo gasta mais calorias para manter a temperatura corporal estável. Para suprir esse gasto, sentimos mais fome, principalmente por alimentos mais calóricos, como carboidratos e gorduras —  explica a nutricionista Ione Leandro.

Abaixo, a especialista separou algumas trocas alimentares para aproveitar o inverno aquecido e, principalmente, com saúde.

Chocolate quente por Cacau quente ligth ou chá – Além de nos manterem aquecidos, as opções saudáveis como o cacau e chá são ótimos aliados para manter a forma.

— Utilize as ervas que fazem bem ao aparelho digestivo como, por exemplo, chá de alcaçuz (1 colher de chá de alcaçuz para 300ml de água), chá de camomila, mulundu, melissa, jasmin e erva-cidreira.

Massas por sopas – Os segredos das sopas estão na escolha dos ingredientes que serão usados. Evite preparos cremosos com adição de leite e queijos. Dê preferência a alimentos mais frescos e leves, utilizando legumes e verduras.

Chocolate ao leite por chocolate com maior quantidade de cacau – Dentro dos padrões nutricionais, o cacau é um alimento muito bem-vindo, pois é fonte de magnésio, manganês, potássio, ferro, cobre e vitaminas B e E. Em sua composição ainda encontramos antioxidantes que protegem os tecidos contra radicais livres e retardam o envelhecimento.

— Para não sair da dieta, deve-se evitar os chocolates brancos e ao leite, que são repletos de açúcar, aditivos e gordura hidrogenada. Opte pelo amargo ou meio amargo e com maior quantidade de cacau.

 Cerveja por vinho – Apesar do vinho ser mais calórico, em seus componentes encontramos diversas substâncias benéficas para a saúde. Além disso, a tendência é beber menos que a cerveja, o que resulta em uma menor ingestão de calorias— finaliza Ione.

Fonte: Onodera

Leia também:

Confira cinco receitas de sopa e suco detox para desincha

3 bebidas quentes que vão além do café e do chá