Espelho, espelho meu: tudo depende de qual ângulo as pessoas estão te vendo

Existem pessoas que vão gostar de você, e existem pessoas que vão te odiar mesmo você sendo a melhor pessoa do mundo

espelho
Foto: Pexels

Você lembra quem era antes do mundo te dizer como você deveria ser? Por que a verdade é que um dia você desperta e se pergunta: quem sou eu? Onde eu me perdi?
Se isso rolar, lembre: não há nada de errado! O pior é você ficar adormecido uma vida toda, sem perceber o quão balizado estava sendo pelo desejo do outro. Servindo meramente como um espelho, onde o outro projetava a imagem que queria ver, sem se preocupar no quanto isso feria sua essência.

Dói, sabe, dói pra caramba! Porque nesse tempo você também construiu uma imagem sobre a outra pessoa. Uma imagem que neste momento você vê desmoronando pouco a pouco. Você pode até deslizar o corpo na porta fechada do banheiro e chorar de soluçar, mas não pode se culpar, não mesmo! Esse sentimento não te ajudará. Pense o seguinte: o que você amou dele (a) até agora era o que você conhecia até então. Cabe agora decidir se mesmo vendo seus defeitos continuará o (a) amando.

E quando falo de defeitos, não falo sobre testa grande, orelhas ou nariz disforme, índice
de gordura corporal, até porque essas são simplesmente características físicas de um ser, que não deve ser considerado normal ou defeituoso em comparação ao outro ser. Essas classificações são apenas mais um exemplo dos espelhos que temos em nossa volta. E cá entre nós: você já pensou que o reflexo deste espelho pode estar distorcido por uma visão deturpada de beleza social?

Ah, tem mais. Não caia nessa de ser a salvação do outro, tá? Vai por mim. Isso vai te dar um trabalho imenso e no fundo, tal qual um dependente de álcool que só encontra a recuperação quando a busca por motivações próprias, a pessoa que está ao seu lado só vai buscar as mudanças necessárias para que esse relacionamento dê certo se assim o quiser.

Se não me falha a memória, 2007 foi o ano em que a cantora Ivete Sangalo laçou a música Não precisa mudar. Relembrem comigo um trecho: “não precisa mudar, vou me adaptar ao seu jeito, seus costumes, seus defeitos.” Vou dividir algo com vocês. Eu curto a cantora, mas – com o devido respeito a outras interpretações – a letra dessa música é arrepiante pra mim.

Óbvio que haverá questões que um casal, por exemplo, vai precisar conversar, ajustar e que, por vezes, será melhor cada um seguir seu caminho com seus “costumes”. Mas guarde isso para sua vida: existem pessoas que vão gostar de você, e existem pessoas que vão te odiar mesmo você sendo a melhor pessoa do mundo. Isso porque tudo depende de qual ângulo estas pessoas estão te vendo.

As pessoas podem te ver da forma que quiser, isso não muda e não pode mudar o reflexo que você quer oferecer! Portanto, não se acostume, não. Não se adapte. Estar em um relacionamento não é anulação, é soma. É encaixe. É construção. É evolução mútua.

Leia mais colunas de Tatiane Marafon

Tatiane Marafon
Localizada em Balneário Camboriú, a Lapidar Terapias atua no mercado de prestação de serviços de Psicologia Organizacional, e apresenta como proposta um trabalho personalizado e moderno, conforme as demandas e objetivos dos clientes. Um serviço que proporcione à sua empresa a gestão de pessoas, valorizando o ser humano e a qualidade de vida nas relações sociais de sua organização.