Espetáculo “Sambas et Bossas en Français” traz para Floripa clássicos brasileiros em versões francesas

Rafael Calegari. Foto Divulgação

Quando a bossa nova cruzou fronteiras nas melodias de Tom Jobim e letras de Vinicius de Moraes, entre tantos outros artistas, a França foi um dos países que melhor a acolheu— tanto que o movimento musical brasileiro ganhou versões e admiradores obstinados no país europeu.

Na terceira edição do Sambas et Bossas en Français, a cantora Carolina Brum apresenta repertório com algumas canções clássicas da bossa brasileira em versões francesas — um espetáculo que combina a sonoridade e poética do idioma francês e a musicalidade tupiniquim. O músico Rafael Calegari assina a direção musical e se apresenta junto a uma banda impecável e convidados. O show abre temporada 2019 dos Concertos AF, da Aliança Francesa de Florianópolis, e será no dia 14 de junho no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis.

Além de canções de Tom, Vinicius e Chico Buarque, o repertório abre espaço também para Dolores Duran e Nino Ferrer, reconhecido músico franco-italiano.

— Brasil e França encontraram-se muito na arte, especialmente por meio da bossa nova. Assim como a Itália, os Estados Unidos e o Japão, a França abraçou esse gênero e quis também compartilhar da sua musicalidade e poética em versões no próprio idioma — diz a cantora e compositora Carolina Brum.

Garota de Ipanema, por exemplo, ficou conhecida como La fille d’ Ipanema na voz de Jacqueline François em 1964. Já Samba da Benção, de Vinícius de Moraes e Baden Powell, virou Samba Saravah na adaptação de Pierre Barouh, ator e compositor francês conhecido como embaixador da bossa nova na França. A versão fez parte da trilha sonora do premiado Un homme et Une femme (Um  Homem, Uma Mulher), obra vencedora do Oscar de melhor filme estrangeiro e melhor roteiro original em 1967.

O projeto Sambas et Bossas en Français começou em 2016, a partir de uma parceria entre Carolina e a Aliança Francesa de Florianópolis. De lá para cá, a artista vem pesquisando e desenvolvendo um repertório que destaca a conexão do Brasil com a França, redescobre canções da bossa nova e do samba e celebra a musicalidade e a cultura dos dois países.

Homenagem a Luiz Henrique Rosa

O saudoso compositor catarinense Luiz Henrique Rosa, embaixador sulista da bossa nova, também será lembrado. A canção Sempre Amor (If You Want To Be a Lover), originalmente em português e inglês, será celebrada na sua versão em português e francês gravada no disco A Bossa Sempre Nova de Luiz Henrique.

A banda é formada por Rafael Calegari (baixo e direção musical), Gustavo Lopes (violão sete cordas), Sebastián Cavallaro (saxofone), Neno Moura (bateria) e Alexandre Damaria (percussão).  A cantora Camélia Martins e Orlando Mello Neco fazem participações especiais durante o show.

Concertos AF – Sambas et Bossas en Français é viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com realização da Aliança Francesa Florianópolis, do Ministério da Cidadania e Governo Federal. O evento tem o patrocínio de ENGIE e Da Magrinha. A produção é da Marte Cultural.

Agende-se

Concertos AF – Sambas et Bossas en Français

  • Quando: 14 de junho, às 20h
  • Onde: Teatro Pedro Ivo Campos (Rod. SC-401, 4.600, Saco Grande, Florianópolis)
  • Quanto: 1º lote – R$ 20 / R$ 10 (meia-entrada) / R$ 15 (convênios); 2º lote – R$ 30 / R$ 15 (meia-entrada) / R$ 25 (convênios). À venda nas bilheterias dos teatros Pedro Ivo, Ademir Rosa e Álvaro de Carvalho e pelo www.sympla.com.br.
Leia mais:
Vitor Kley faz show gratuito em Florianópolis no domingo
Projeto “XV com Arte” leva música para o Centro de Florianópolis
Lojas online: sócios do Clube NSC podem comprar com desconto a qualquer momento e de qualquer lugar