Confira quatro dicas para acertar a escolha do espumante no fim de ano

Natal e Réveillon pedem rótulos para cada ocasião. Saiba o que considerar na seleção e surpreenda os amigos com um brinde especial

Foto: Divulgação

Fim de ano é época de confraternização. E seja ao lado de amigos do trabalho, de infância ou familiares, ter um rótulo de qualidade sempre à mão é a chave para transformar qualquer encontro em uma experiência realmente inesquecível.

E com as altas temperaturas que marcam essa sazonalidade, um bom espumante é, sem dúvida, a melhor opção.

Leia também: Saiba mais sobre a região de Champagne e a produção das melhores espumantes do mundo

— É um vinho refrescante e versátil que harmoniza com cardápios variados, acompanhando de entradas a pratos principais e até mesmo sobremesas. Também está muito ligado aos momentos festivos, desde os mais íntimos até as grandes celebrações —, diz a sommelière Nicole Batista.

Entre os espumantes mais conhecidos estão o Prosecco, o Cava e o Champagne, que possuem muitas diferenças entre si, como a região de origem, o método de produção, as uvas utilizadas, entre outros.

Além das diferenças relacionadas a origem e produção, os espumantes apresentam uma classificação em relação a quantidade de açúcar residual, medida em gramas por litro. A classificação, que muda de um país para o outro e é diferente da utilizada nos vinhos tranquilos (os que não possuem gás), revela se determinado rótulo terá doçura perceptível no paladar ou não.

— Na Legislação Brasileira, a classificação dos espumantes é dividida em: nature, extra-brut, brut, seco, demi-sec e doce, sendo que a partir da categoria demi-sec, a doçura no paladar já é perceptível —, explica Nicole.

Para saber qual o mais apropriado para as celebrações de fim de ano, a sommelière dá algumas dicas. Confira:

  1. A Ceia de Natal

Ceia de Natal pede um Cava brut na hora do brinde. Isso porque a bebida feita pelo método tradicional, o mesmo utilizado nos champagnes, possui a acidez necessária para harmonizar com as mais diversas carnes servidas na ocasião, como lombo, tender, chester e peru.
Indicação: Espumante Real de Aragón D.O. Cava Brut, um espumante gastronômico, aromático e com sabor persistente, que expressa a tipicidade de um legítimo Cava.

  1. O almoço de Natal

Prefira um Prosecco brut para a ocasião, especialmente se o cardápio incluir saladas, frituras e carnes leves no prato principal. Massas com frutos do mar, risotos e queijos também vão bem com o espumante, que deve ser servido bem gelado, com uma temperatura média de 7°C para aproveitar a bebida da forma correta.
Indicação: Espumante Fantinel D.O.C. Prosecco Extra Dry, um espumante, leve, frutado, fácil de beber e pontuado pela crítica especializada.

  1. Hora da sobremesa

Para acompanhar a sobremesa de Natal escolha um espumante demi-sec ou doce. Ele harmoniza com saladas de frutas, bolos, mousses e doces à base de frutas. Uma sugestão é utilizar taças tipo flûte, que além de charmosas conservam melhor as borbulhas da bebida.
Indicação: Espumante Veuve D’Argent Blanc de Blancs Demi-Sec, um exemplar francês de paladar leve e muito saboroso ou o Espumante Gran Legado Moscatel, muito aromático e de paladar doce.

  1. Festa de Réveillon

Para dar adeus ao ano que passou e brindar 2019 com estilo ao lado dos amigos e com um cardápio sofisticado, aposte no Champagne. A bebida é refinada, possui boa presença em boca, cremosidade e acidez ideal para celebrações noturnas descontraídas, como as que envolvem a tradicional festa de Ano Novo ao lado da família e amigos.
Indicação: Champagne Montaudon Brut, um exemplar elegante, com notas de frutas brancas, pão, fermento e pontuado pela Wine Spectator.