Estilista que desfilou após morte de modelo na SPFW nega ter sido informada sobre o caso

"Se soubesse não teria desfilado", disse Flavia Aranha em um post em seu Instagram

Desfile da coleção de Flavia Aranha. Foto: Agência Fotosite / Divulgação

A morte de Tales Soares, de 26 anos, após uma queda na passarela da São Paulo Fashion Week no sábado (27), gerou uma série de polêmicas em torno do evento. Conhecido como Tales Cotta, o modelo caiu enquanto desfilava pela marca Också.

O rapaz foi socorrido, mas o desfile continuou, o que provocou muitas críticas ao evento, especialmente sobre a continuidade de toda a programação da noite, mesmo depois da confirmação do óbito.

No domingo (28), a organização da SPFW emitiu uma nota justificando as decisões tomadas. Segundo o comunicado, Tales foi levado ao hospital com vida e não havia “indicação de que viria a falecer”.

No texto, a organização informou ainda que as quatro grifes que desfilaram após o tombo de Tales tinham a opção de cancelar as apresentações. Mas a equipe de Flavia Aranha, que foi à passarela logo após o ocorrido, disse não ter sido informada de nada – nem mesmo da queda do modelo.

“Eu não fazia ideia do que havia acontecido. Até quase uma hora após o término do nosso desfile. Se soubesse não teria desfilado. E sinto necessário tornar essa informação pública”, escreveu a estilista em um post em seu Instagram. Ela estreava na SPFW na ocasião (leia o texto de Flavia na íntegra abaixo).

No desfile da Cavalera, o rapper Rico Dalasam subiu à passarela dizendo que foi convidado pela grife para falar, mas que não era para ninguém estar ali.

“O garoto acabou de morrer e vocês estão aqui como se a vida não valesse nada”, disse, em tom de revolta.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

📸📸📸 @ph.nfelix @base_mgt @agenciaallmodels #malemodels #brazilianmodels #style #shooting #model #saopaulocity #sp #brazil

Uma publicação compartilhada por Tales Cotta (@tales.cotta) em

 Tales era agenciado pela Base MGT e também desfilou para a grife Ratier na sexta-feira  (26). Segundo o responsável pela agência, Rogério Campaneli, os médicos do hospital que atenderam o rapaz suspeitam da existência de uma doença congênita.

— Os médicos que conversaram com a gente falaram que quando o Tales caiu a morte cerebral já existia. Tentaram durante uma hora e 20 minutos a reanimação do coração. Mas o socorro não iria adiantar — disse Campaneli.

Não foi divulgada qual seria a doença congênita. A mãe do jovem, Heloísa Cotta, disse que o filho tinha boa condição de saúde.

Ainda de acordo com o agente do modelo, o Instituto Médico Legal (IML) informou que o caso foi registrado como morte súbita, e o laudo deve sair entre 60 e 90 dias.

A agência afirmou que o rapaz nunca apresentou ou se queixou de problemas de saúde. “Ele mantinha uma dieta saudável (era vegetariano), não usava substâncias ilícitas e estava em plenas condições para participar do desfile”, diz uma nota enviada pela Base MGT.

Campaneli afirmou ainda que modelos que estavam com Tales no backstage relataram que ele parecia bem:

— Ele estava numa plenitude total. As pessoas do backstage falaram que ele estava brilhando muito. É uma coisa inexplicável.

O velório de Tales será nesta segunda-feira (29), na Capela do Hospital Cesar Leite, em Manhuaçu (MG).

Leia o texto da estilista Flavia Aranha:

“Há alguns dias, pensei muito no post que escreveria na manhã seguinte pós nossa estreia na SPFW. Queria celebrar e agradecer toda a rede que construímos coletivamente ao longo desses anos, agradecer cada pessoa da nossa equipe que trabalhou incansavelmente nesse mês para que tudo ficasse pronto, na hora certa, com carinho e amor. Uma equipe da qual tenho tanto orgulho e sorte por ter ao meu lado.Mas a verdade é que só consigo pensar na tragédia da morte de Tales Cotta no desfile anterior ao nosso.

Eu não fazia ideia do que havia acontecido. Até quase uma hora após o término do nosso desfile. Se soubesse não teria desfilado. E sinto necessário tornar essa informação pública.
Ficou muito estranho sentir alegria sem saber da dor que ocorria logo ali, do meu lado.
Minhas mais sinceras condolências à família”. 

Leia também:

Morte de modelo durante desfile na SPFW repercute fora do país

Morte na SPFW: marca se pronuncia sobre não ter interrompido o desfile

Morre modelo que passou mal e desmaiou durante desfile da SPFW