Estresse pode causar efeitos nocivos também na pele; veja como tratar

Spa
Foto: Divulgação

Se você está notando sua pele sem viço, opaca, com flacidez e com mais rugas, saiba que isso pode ser consequência do estresse oxidativo. O estresse prejudica a saúde e afeta diretamente a aparência da nossa pele, degradando o colágeno, e, assim acelerando o processo de envelhecimento cutâneo. 

O estresse é uma reação do corpo a situações prejudiciais. Quando nos sentimos ameaçados de alguma forma, o corpo desencadeia uma reação química conhecida como “luta ou fuga”, que gera aumento da frequência cardíaca, acelera a respiração, contrai os músculos e aumenta a pressão arterial.

Estresse e envelhecimento 

Já está comprovado que o estresse acelera o processo de envelhecimento, não só do nosso organismo mas também da nossa pele. E esses efeitos aparecem mais rapidamente no rosto. Portanto, períodos prolongados de tensão causam olheiras, bolsas embaixo dos olhos, flacidez e rugas.

Quando estamos estressados franzimos mais as sobrancelhas e a testa, o estresse também prejudica a qualidade do nosso sono, o que contribui para o aparecimento precoce de rugas e linhas de expressão. 

Segundo um estudo publicado no periódico científico Inflamm Allergy Drug Targets em 2014, a liberação crônica de cortisol, o hormônio do estresse, causa atrofia cutânea, redução do número de fibroblastos e diminuição do colágeno e elastina, fatores associados ao aparecimento de rugas.

O que é o estresse oxidativo?

Estamos expostos diariamente as agressões dos radicais livres, que são moléculas instáveis que danificam a nossa pele, quando essas moléculas estão em excesso no nosso organismo, causam o estresse oxidativo, alterando as funções das células, levando, inclusive, ao envelhecimento precoce.

Os principais fatores que estimulam para a formação excessiva dessas moléculas instáveis, são: radiação UV, poluição, má alimentação, estresse e consumo excessivo de álcool.

Como prevenir? 

O estresse oxidativo pode, sim, ser evitado. Basta adotar hábitos de vida saudáveis, como a prática de atividades físicas, meditação, e uma alimentação equilibrada. 

Como tratar?

O uso regular de dermocosméticos auxiliam na prevenção e tratamento do estresse oxidativo. Confira algumas opções:

Vitamina C: possui uma poderosa ação antioxidante, combatendo, assim, a formação de radicais livres, atenuando e  prevenindo o aparecimento de manchas e estimulando produção de colágeno responsável pela firmeza e elasticidade da pele. 

Vitamina E: garante vários benefícios para pele, como a prevenção e redução de rugas, melhora da cicatrização, além de agir como um potente lubrificante e hidratante, recuperando a elasticidade cutânea e protegendo a pele contra a ação nociva dos radicais livres.

Ácido ferúlico: possui propriedades antioxidantes e reparadoras. Quando associado a outros antioxidantes, como a Vitamina C e a Vitamina E, este ativo atua como estabilizador, e complementa a ação antioxidante dos mesmos, o que, por sua vez, potencializa a proteção da pele, como, por exemplo, a proteção solar, e ainda previne o aparecimento dos sinais do envelhecimento precoce.

Aposte também em produtos que possuem tecnologia antipoluição, concentrados em água termal e ácido hialurônico, substâncias que hidratam e fortalecem a região cutânea, protegendo contra as agressões externas. 

Existem também tecnologias muito avançadas que são capazes de retardar os sinas do tempo e estimular a produção de colágeno e elastina, reparando assim os danos do estresse oxidativo. Os mais utilizados são:

Radiofrequência: promove uma contração mas fibras colágenas estimulando a produção de um novo colágeno e elastina, prevenindo e reduzindo rugas e linhas de expressão, a tecnologia também melhora o tônus da pele, resultando em pele mais jovem e saudável. 

Hifu: que também é conhecido como lifting não cirúrgico, pois promove um aspecto mais jovem na pele sem ter que passar por uma cirurgia. ele promove a estimulação natural de fibroblasto, e os resultados obtidos pelo tratamento se mantêm por um longo período de tempo.

Carboxiterapia: além  de melhorar a tonicidade da pele, também trata olheiras e outros tipos de cicatrizes, melhorando o aspecto geral da pele, reduzindo rugas e flacidez cutânea. 

Leia também:

Principais rituais de beleza para ter uma pele mais bonita e saudável

Preparação da pele e maquiagem para arrasar no Carnaval; Confira as dicas

Cléo Pires e Bruna Marquezine acendem o alerta: precisamos falar sobre padrões!

Lidiane Amaral
Esteticista e empresária. Ao longo dos 15 anos que atua na área da estética e beleza, desenvolveu diversos tratamentos com o objetivo de trazer resultados satisfatórios e que ajudem a melhorar a autoestima da mulher. Com dedicação e trabalho se tornou uma profissional diferenciada e de referência na Grande Florianópolis. Atualmente conta com uma equipe altamente qualificada, que segue os métodos desenvolvidos, e que tem o propósito de proporcionar uma experiência de beleza única, com foco no resultando, respeitando sempre a individualidade de cada cliente.