Após polêmica sobre intolerância, Padre Fábio de Melo se reconcilia com babalaô Ivanir dos Santos

Padre Fábio de Melo
Padre Fábio de Melo

Depois da polêmica envolvendo declarações do Padre Fábio de Melo a respeito da macumba, parece que o sacerdote e o babalaô Ivanir dos Santos, um dos mais importantes líderes religiosos afro-brasileiros, conseguiram se reconciliar.

Segundo o site do jornal O Globo, os dois, junto com o pastor da Igreja Batista Soul, Kleber Lucas, e o advogado Ricardo Brajterman tomaram café da manhã juntos, selando uma parceria em favor da liberdade religiosa. O encontro ocorreu na manhã deste domingo (20). Após o café, Melo e Santos seguiram para o Centro Espírita Caboclo Pena Branca, em Nova Iguaçu, que foi invadido e vandalizado no início do mês.

O padre fez um discurso que levantou críticas de parte da comunidade religiosa. Durante uma missa realizada no início de maio em Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo, o padre fez piada sobre a macumba, oferenda muito comum dentro das práticas de religiões de matriz africana, como o candomblé. No discurso, falou sobre “galinha preta, cachaça e farofa”, e arrancou risos dos fieis católicos ao dizer que “se tiver fresco, a gente come”. Também reforçou que esse tipo de oferenda é contra a fé cristã.

A atitude não foi bem recebida pelo babalaô, que notificou o sacerdote para que ele retirasse do ar o vídeo em que aparece celebrando a missa e “tratando de forma desrespeitosa religiões de matriz africana”. Pelas redes sociais, Melo já havia se pronunciado e pedido desculpas pelas declarações.

 

Leia também:
Morre Nara Almeida, modelo e influencer que lutava contra câncer raro

Casamento de Meghan e Harry dá show de representatividade e quebra tradições