3 lugares para comer feijoada com desconto do Clube NSC

Tonho Boteco (Foto: Tiago Ghizoni)

A feijoada tem sua importância na formação da identidade cultural e gastronômica do Brasil. Embora a história conte que o prato foi criado por escravos, alguns artigos apontam que a feijoada é uma adaptação do cozido português com o feijão preto, base da alimentação do Brasil no fim do século XIX. A partir dessa época o prato ficou popular e ganhou versões diferentes nos quatro cantos do País. Além de variações regionais, a feijoada herdou opções veganas e até com frutos do mar. Sem uma definição de sua origem, o que sabemos é que a feijoada tem a cara do Brasil e cai superbem no inverno.

Tonho Boteco

O Tonho Boteco chegou há três anos a Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis. O cardápio é inspirado na gastronomia da Serra catarinense, baseada em carnes, especialmente a costela, e nos aperitivos de boteco do interior paulista, onde a cultura de sair de casa para petiscar é bem difundida.

A feijoada, um dos pratos mais populares da casa, é preparada com o melhor toque caseiro. Leva alguns dos ingredientes clássicos: feijão preto, bacon, calabresa, paleta e costela suínas, louro, alho e outros temperos. O prato vem acompanhado de torresmo, couve à mineira, arroz, laranjas em gomos, banana frita e farinha de mandioca.

Para harmonizar com a feijoada, a casa oferece cachaças e cervejas artesanais na carta de bebidas. Entre as cervejarias parceiras do boteco está a Sambaqui, artesanal local com cinco estilos (IPA, Wit Bier, Rauchbier, Blond Ale e Catharina Sour). O Tonho também tem outros rótulos de cervejas produzidas no estado de Santa Catarina.

O espaço é uma atração à parte. Com estilo rústico e bem colorido, o Tonho Boteco possui dois andares. O superior oferece uma bela vista da orla de Santo Antônio de Lisboa.

A feijoada para duas pessoas custa R$ 53. Com o desconto de 20% do Clube NSC, sócios pagam R$ 42. O benefício é válido somente na feijoada, que é servida às sextas, sábados e domingos, a partir das 12h.

O Tonho Boteco compartilhou sua receita de feijoada. Confira:

Ingredientes (rendimento 8 pessoas)
• 1kg de feijão preto
• 200g de bacon
• 200g de calabresa
• 200g de paleta suína
• 400g de costela suína
• 100g de carne seca
• 1 cabeça de alho
• Pimenta-do-reino a gosto
• 4 folhas de louro
• Óleo de soja

Modo de preparo
Corte o bacon e a linguiça calabresa em rodelas. Já a paleta e a costela suína em pequenos pedaços. Tempere-os com orégano e leve ao forno a 280ºC por 20 minutos para derreter a gordura e reserve. Pique a carne seca em cubos e cozinhe junto com o feijão em uma panela de pressão por 30 minutos. Tire as carnes do forno e, em uma panela grande, frite-as com alho na gordura das carnes que derreteu no forno. Acrescente a pimenta-do-reino e as folhas de louro. Depois, coloque o feijão, já cozido com a carne seca, na mesma panela e deixe engrossar por aproximadamente 20 minutos (espere pelo menos 15 minutos para mexer). A carne deve ficar por baixo para pegar mais ponto, cor e incorporar sabor. Para finalizar, acrescente pimenta a gosto.

Il Campanario Villaggio Resort

A temporada da tradicional Feijoada com Samba Raiz do Il Campanario Villaggio Resort já está aberta. São cerca de 40 pratos, produzidos sob a supervisão e assinatura do chef Rafael Campagnolo. O buffet é dividido em quatro ilhas: entradinhas, bebidas, pratos frios, pratos quentes, feijoadas e sobremesas.

Além da feijoada tradicional, o chef desenvolveu uma versão vegana e outra com frutos do mar para agradar a todos os paladares. O prato é servido aos sábados e tem música ao vivo por conta de Kako de Oliveira, participante do The Voice, e Rafa Cruz. Eles animam o público com o mais autêntico samba de raiz.

Localizado em Jurerê Internacional, um dos balneários mais desejados de Florianópólis, o IL Campanario Villaggio Resort é a opção perfeita para quem quer aproveitar todas as atrações do bairro. Para quem vai com crianças, vale lembrar que o serviço inclui do Kids Club, com monitores/recreadores que recebem os pequenos acima de cinco anos.

A feijoada custa R$ 68 por pessoa. Para crianças de até 5 anos o prato é free. As que têm entre 6 e 12 pagam metade. Sócio do Clube NSC têm 20% de desconto. A feijoada será servida todos os sábados até 31/08.

Foto: Daniel Babinski/Divulgação

O Il Campanario também dividiu sua receita de feijoada de frutos do mar:

Ingredientes
(rendimento 4 pessoas):
• 200 gramas de feijão branco
• 1 cebola média picada
• 6 dentes de alho picados
• 1 cenoura picada em cubos
• 2 talos de salsão picado
• 1/2 alho poró picado
• 300 ml de molho de tomate
• 1 colher de café de páprica picante
• 1 maço de coentro fresco picado
• 200 gramas de camarão grande
• 200 gramas de camarão médio
• 200 gramas de polvo (amaciado)
• 200 gramas de lula
• 2 dúzias de ostras no vapor sem casca
• 100 gramas de mariscos no vapor sem casca
• Louro
• Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo
Deixe o feijão de molho por seis horas, lave bem e cozinhe com três folhas de louro até o grão ficar macio e o caldo começar a engrossar. Depois de cozido, refogue em uma frigideira todos os legumes e o talo do coentro e adicione ao feijão cozido. Na mesma frigideira vá salteando os frutos do mar, começando pelos mais resistentes, e acrescente, aos poucos, à panela. Tempere a feijoada com sal, pimenta, páprica e o molho de tomate. Deixe apurar os temperos. Finalize com o coentro picado e sirva. Harmoniza bem com vinho rosé.

 

Maria do Mar Hotel

Há 34 anos, o Maria do Mar Hotel é referência na realização de grandes eventos como formaturas, casamentos e festas, não só pela estrutura e localização – em meio à natureza e próximo ao centro de Florianópolis –, mas por se destacar pela gastronomia de qualidade.

Localizado no bairro João Paulo, o hotel oferece um restaurante de frente para o mar, com pé direito alto e ambiente confortável, que proporciona aos hóspedes e ao público em uma culinária rica, com destaque para os frutos do mar, especialidade regional que delicia turistas e moradores.

Outra especialidade gastronômica da casa é a tradicional feijoada, assinada pela chef Ivone Pereira, é servida aos sábados durante o inverno. O capricho do preparo desse prato o tornou um dos mais conhecidos da cidade. No buffet, uma mesa de entradas dá as boas vindas com caldo de feijão, pinhão, torresmo, amendoim, batida de maracujá e cachaça. No quente fica tradicional feijoada com carnes separadas e identificadas, além de acompanhamentos clássicos como laranja, banana fria e couve refogada. O local oferece opção de feijão vermelho, preto e pirão. Além de saladas variadas, há um festival de sobremesas como suflê de damasco, pudim de leite, salaminho de chocolate e outras.

Servida aos sábados das 12h às 16h, até o dia 25/8, a feijoada custa R$ 79 por pessoa e não inclui bebidas. Sócio do Clube NSC têm 20% de desconto.

Foto: Maria do Mar Hotel/Divulgação

Veja a receita de caipirinha de tangerina do Maria do Mar para acompanhar a feijoada:

Ingredientes (rende 1 copo)
• 1/2 tangerina
• 2 colheres de sopa de açúcar
• 1 dose de cachaça
• Gelo a gosto

Modo de preparo
Em uma coqueteleira ou shakeira, coloque a tangerina e o açúcar por cima. Macere até obter todo o sumo da fruta. Adicione o gelo e a cachaça. Por fim, agite bem e sirva.

 

Informações nutricionais

E para comer feijoada sem culpa, a nutricionista Fernanda Camargo dá algumas dicas:

O SEGREDO É A MODERAÇÃO:

Por se tratar de um prato calórico e muito gorduroso, deve ser consumido em quantidade e frequência moderada, para evitar prejuízos à saúde. Um prato de 500g, dependendo dos acompanhamentos, pode passar de mil calorias.

ACOMPANHAMENTOS:

A couve é fonte de fibras do prato e, além de auxiliar no controle do colesterol juntamente com o feijão, contribui no aporte de ferro, que é importante na prevenção de anemia. Para o melhor aproveitamento do nutriente pelo organismo, contamos com outro acompanhamento tradicional como aliada: a laranja, que é fonte de vitamina C.

DICAS:

1. Para reduzir as calorias do prato, sugiro utilizar carnes mais magras como lombo suíno e carne do traseiro bovino.
2. Quanto a couve, sirva crua ou refogada em pouco óleo.
3. Pode também optar por farinha de mandioca pura ou farofa de couve, acrescentando farinha à couve refogada.