Fernanda Montenegro fala sobre Bolsonaro: “Ele não está lá por um milagre”

Atriz questiona se presidente eleito corresponderá ao voto de credibilidade que ganhou da maioria dos brasileiros

Fernanda Montenegro
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Fernanda Montenegro se manteve neutra durante toda a campanha eleitoral. No entanto, na terça-feira (30), a atriz concedeu uma entrevista ao UOL e falou sobre sua preocupação a respeito da eleição do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

— Não posso falar sobre o futuro. Posso falar sobre o presente. Ele não está lá por um milagre. Os brasileiros votaram mais nele do que no outro candidato. A pergunta é: corresponderá este homem a este voto de credibilidade que a maioria deu a ele? — questiona.

Ameaçada de morte durante a ditadura militar, a atriz acredita que a sociedade votou em Bolsonaro movida por um desejo de melhora.

— Não quero falar de Bolsonaro, quero falar sobre este voto de credibilidade para que todo um atendimento social exista. Que a saúde exista, o saneamento básico, a creche, os empregos existam. [Ele] Está chegando ao poder por porque existem milhões de desempregados — acredita.

Montenegro aponta que os eleitores que votaram no candidato do PSL devem perder um pouco da euforia se não tiverem as expectativas correspondidas:

— Não acredito que quem deu um voto a ele exija que ele vire um fascista enlouquecido, porque se isso acontecer, haverá uma reação. Eu sei que, se não houver uma correspondência, uma harmonia e um atendimento nas necessidades sociais, [a credibilidade] pode parar no meio do caminho.

Leia também:

Famosos se manifestam sobre resultado das eleições

Gisele Bündchen se manifesta sobre possibilidade de fusão de ministérios: “Que não retrocedamos”