Conheça os 13 humoristas que participam do 3º Festival de Stand Up Comedy em Florianópolis

Neste domingo, Florianópolis recebe o 3º Festival de Stand Up Comedy, evento que reúne humoristas nacionais e regionais interpretando personagens queridos do público em clima de “encontro entre amigos”. Entre os representantes da comédia catarinense estão Manezinho Darci, Dona Maricotinha, W Marcão, Chico Bateira e Silvonete Manicura, que ressaltam o jeito e o estilo de viver e se relacionar do catarinense.

Para você ir entrando no clima, apresentamos os 13 humoristas participantes do festival, que acontecerá no palco do Teatro Ademir Rosa, no CIC, e que tem 50% de desconto para sócio do Clube NSC e acompanhante. Divirta-se!

Déte Pexera

Déte Pexera (foto em destaque) é uma personagem criada pelo ator Rizzih, inspirada na mulher litorânea de Santa Catarina. Típica dona de casa de forte sotaque “peixeiro” comum na cidade de Itajaí, Penha, Navegantes, Balneário Camboriú e redondezas.

Luiz França

Formado em artes cênicas pelo Senac-RJ, descobriu seu talento para o humor aos 17 anos. No teatro, atuou em Comida dos Astros, em cartaz por 10 anos e que lhe rendeu notoriedade. Foi também o primeiro ator a realizar um show de stand up para a comunidade brasileira no Japão, e é um dos idealizadores do Festival de Stand Up.

Fábio Rabin

Rabin passou recentemente por SC para apresentar Tô Viajando, seu terceiro show de comédia, em que foca nas experiências que o stand up comedy lhe proporcionou na carreira, levando para o palco os acontecimentos marcantes e inusitados de sua vida pessoal e profissional de maneira cômica. Depois de dez anos viajando pelo Brasil, o humorista coleciona histórias e observações.

Foto: Guto Kuerten

Manezinho Darci

Velho conhecido dos florianopolitanos, Darci é um personagem criado pelo compositor e músico da banda Dazaranha Moriel Adriano da Costa. Criado em 2010 em formato de programetes para a rádio Atlântida, Darci fez tanto sucesso que levou seu criador a representar em apresentações de stand up comedy em eventos, festas particulares e estabelecimentos.

Gaúcho Gaudêncio

O personagem de Cris Pereira é um bagual como aquele parente mais grosso que todo mundo tem na família. O personagem conta suas andanças pela vida de maneira caricata e é um típico morador do interior, além um tradicionalista ferrenho.

Renato Albani

O capixaba é engenheiro eletricista de formação e começou a fazer comédia na escola, quando seus professores davam a ele os minutos finais das aulas para ele fazer imitações e contar piadas. Em 2010, passou a integrar o grupo Comedia 027 e se profissionalizou.

WMarcão

Após 18 anos de sala de aula como professor de matemática no ensino médio e pré-vestibular, WMarcão entra num curso de teatro, resolve utilizar as técnicas em suas aulas e percebe um aumento significativo na qualidade. Atualmente atua no cinema, teatro, televisão e em campanhas publicitárias. É ator, comediante, humorista, produtor e roteirista.

Chico Bateira

Criado em 1999 pelo humorista Humberto Seara, a figura simples e engraçada nasceu com o intuito de homenagear os pescadores e todo o povo de origem açoriana. Ao longo dos anos, conquistou o público com a atuação na rádio local.

Silvonete Manicura

A personagem é uma criação do humorista Christian Ribeiro, formado pela EPASC – Escola Profissionalizante de Atores de Santa Catarina e que tem em seu currículo mais de 12 peças teatrais, além de mais de 18 personagens próprios.

Gaúcho Tibúrcio

Personagem do catarinense Beto Gabriel, que começou a fazer humor na infância. Tibúrcio ficou conhecido no país todo pelo programa A Praça é Nossa, onde contava causos sobre a família e os costumes gaúchos.

Bizinelli – O pior detetive da República de Curitiba

Fábio Silvestre ficou conhecido na televisão como o motorista Bigode, de A Praça é Nossa. Seu novo personagem é inspirado no universo dos detetives particulares e solitários.

Dona Maricotinha

Há mais de 10 anos, Mônica Prim dá vida à Dona Maricotinha, uma senhora típica do Ribeirão da Ilha que adora contar causos. De Palhoça, ela é formada em administração e atua desde criança.

Jorian Peçanha (O Ilusionista)

O mágico catarinense Jorian Peçanha estreou seu show solo em 2016, na Capital. . A atração pela arte começou cedo, quando ele tinha 12 anos. Um primo era mágico profissional e, durante um Natal em família, despertou a atenção do garoto. Na adolescência, ele começou a fazer apresentações em eventos. Quando se formou no ensino médio, decidiu seguir a carreira como mágico.

3º Festival de Stand Up

Quando: domingo, às 19h
Onde: Teatro Ademir Rosa (Avenida Gov. Irineu Bornhausen, 5600, Agronômica, Florianópolis)
Quanto: R$ 80. Sócio do Clube e acompanhante têm 50% de desconto na compra do ingresso antecipado pelo site Blueticket

 

Leia mais:

“Excluir nosso ecletismo musical do chamado mercado latino é se limitar demais”, diz Luan Santana

Confira 3 dicas de maquiagem e cabelo para curtir o Carnaval

Sabores DC: aprenda o segredo da tradicional feijoada